10 Dias no Cenáculo
Examinando a Consciência
Todos os Direitos Reservados 2007-2014 Jesuseapalavra
Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2015 Jesuseapalavra.com
Todos os Direitos Reservados 2007-2014 Jesuseapalavra
Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2015 Jesuseapalavra.com
Marcos 16:15
" Ide por todo o mundo e pregai o evangelho"
Analisando o Conselho Divino
O Pentecostes era o momento certo,e os discípulos estavam preparados.Jesus havia subido ao Céu para Seu Pai.Seu sacrifício fora aceito diante do trono de Deus.Então Ele recebeu do Pai o prometido Espírito Santo para que Seus discípulos na Terra cumprissem a missão que lhes fora dada por Deus.Eles seguiram o conselho do Senhor.Eles O buscaram em oração.Eles experimentaram o arrependimento sincero e confessaram pecados específicos que o Espírito Santo lhes trouxe à mente.Durante aqueles dez dias no Cenáculo,vivendiaram a unidade cristã.Lucas relata que "da multidão dos que creram era um o coração e a alma".Os ciume corriqueiros foram deixados de lado.As disc3rdias e distanciamentos foram banidos.Os conflitos pessoais foram resolvidos.As barreitas foram derrubadas.
Embora a Bíblia não nos dê um relato detalhado do que realmente aconteceu no Cenáculo,ela nos provê informaçõs suficientes para desenvolvermos um esboço do que ali ocorreu.O dom de profecia para nossos
dias nos ajuda a completar os detalhes desse esboço e lança luz sobre o relato bíblico.Um dos detalhes essencialmente importantes que Ellen G. White nos dá é queu"esses dias de preparo foram de profundo exame de coração.Os discípulos sentiram sua necessidade espiritual e suplicaram do Senhor a santa unção que os devia capacitar para o trabalho de salvar almas"(Atos do Apóstolos,p. 37).Os dez dias no Cenáculo foram de profunda análise do coração.Aqueles foram dias de reflexão e exame de consciência."Depois da ascensão de Cristo,os discípulos reuniram-se em um lugar a fim de suplicar himildemente a Deus.E,após dez dias de esquadrinhar o coração e examinar a si mesmo,estava preparado o caminho para o Espírito Santo preencher o tempo da alma limpo e consagrado"(Evangelismo,p. 698).Os discípulos queriam estar seguros de que não haveria nenhuma  atitude ou hábitos em sua vida que impedissem o derramamento do Espírito Santo.Dedicaram tempo para examinar o coração.Queriam estar certos de que seus motivos eram puros.
Esquadrinhando o Coração
Em toda a Bíblia,Deus nos aconselha a dedicar tempo para examinar o coração.O apóstolo Paulo assim nos adverte:"Atentando,diligentemente,por que ninguém seja faltoso,separando-se da graça de Deus;nem haja alguma raiz de amargura que,brotando,vos perturbe,e,por meio dela,muitos sejam contaminados"(Hb 12:15).As raízes produzem brotos,e os brotos produzem frutos.Se há alguma raiz de amargura no coração,nele brotarão a ira,a crítica,a maledicência,a intriga,trazendo como resultado o trágico fruto de um relacionamento desfeito.Todas as raízes pecaminosas produzirão finalmente desagradáveis frutos.
Há muitos anos,minha esposa e eu visitamos o Forte Ticonderoga,em New Hampshire.Esse forte da Guerra da Independência Americana foi um quartel militar nos anos de 1775 a 1779.Sabendo que alguns turistas sempre encontravam pontas de flecha perto dos muros do forte,perguntei ao nosso guia onde podíamos procurar.Ele sorriu e calmamente respondeu:"Junto ao portão principal."Fiquei um tanto surpreso.Como poderia haver pontas de flechas ali quando milhares de pessoas entravam pelo portão principal a cada ano?Como não as encontraram antes.O guia nos explicou que a melhor época para encontrar pontas de flechas era quando o degelo da primavera as trazia à superfície após o longo inverno da Nova Inglaterra.Tenho pensado várias vezes na explicação dada pelo guia.As flechas estavam a poucos sentímetors abaixo da superfície,mas era necessário o calor do degelo da primavera para que aparecessem.Não estariam as pontas de flechas do pecado escondidas bem pouco abaixo da superfície do seu coração para que tão só as suaves chuvas do Espírito Santo pudessem fazê-las aparecer?O rei Davi assim orou:"Examina-me,Senhor,e prova-me;sonda-me o coração e os pensamentos.Pois a Tua benignidade,tenho-a perante os olhos e tenho andado na Tua verdade"(Sl 26:2,3).
Quando vemos o misericordioso amor de Deus e observamos a pureza de Seu caráter,reconhecemos nossas fraquezas,deficiências e pecados.Nós nos humilhamos de coração e nos prostramos humildemente diante da resplandecente luz de Seu incondicional amor e de Sua perfeição.Somos levados a uma profunda confissão e arrependimento.Clamamos a Ele pela salvação e justiça que somente Ele pode nos dar.Quando nos sentimos oprimidos por compreender Sua pureza e santidade,clamamos em alta voz como o profeta Isaías:"Ai de mim!Estou perdido!"(Is 6:5).O exame de consciência pode nem sempre ser a experiência mais agradável,mas é absolutamente necessário.Nesse autoexame,perguntamos a Deus:"Há alguma coisa em minha vida que não esteja em harmonia com a Tua vontade?"E então oramos:"Senhor,revela-me as atitudes profundamente arraigadas dentro de mim que me impedem de ser semelhante a Jesus".
Um Exemplo Prático de Exame de Cosnciência
Ellen White nos dá um exemplo prático da necessidade do exame de consciência."Semelhantemente,na família,se algum membro estiver perdido para Deus,deve ser empregado todo meio possível para recuperá-lo.Por parte de todos,haja um diligente e cuidadoso exame próprio.Observem-se os costumes de vida.Vede se não se comete uma falta ou erro no governo do lar,pleo qual se confirme na impenitência"(Parábolas de Jesus,p. 194).Às vezes,o autoexame pode ser doloroso.O Espírito Santo pode revelar coisas a nosso respeito que antes não conhecíamos.Traços de caráter dos quais não tínhamos consciência podem ser trazidos à tona.O Senhor não revelará essas características não cristãs para nos desanimar.Ele as revela para que possamos confessá-las e entregá-las a Ele para recebermos Seu perdão e a purificação.Ele deseja curar os relacionamentos partidos.Ansei transformar nossa vida dar-nos um futuro cheio de esperança.Deseja substituir a ansiedade que carreagamos por causa dos erros do passado pela confiança em Sua direção no presente.Se temos cometido erros na criação dos filhos,vamos confessá-los a deus e pedir-Lhe que nos capacite para fazer as mudanças que devem ser feitas.Se for necessário,vamos conversar com os adolescentes sobre os erros que cometemos e peçamos perdão a eles.
O propósito do autoexame é descobrir aquelas àreas de nossa vida que permaneceram ocultas aos nossos olhos.Todos temos defeitos de caráter que devem ser reconhecidos.Às vezes,o Espírito Santo nos leva a fazer um inventário espiritual para determinarmos onde estão esses pontos cegos.Na Palavra de Deus,temos o exemplo do salmista que orou:"Sonda-me ó Deus,e conhece o meu coração,priva-me e conhece os meus pensamentos;vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno"(Sl 139:23,24).O propósito de Deus nesse processo  é levar-nos para mais perto dEle.Ele não quer que nos afundemos na culpa ou vivamos cheios de remorso pelos erros do passado.Deseja guiar-nos "pelo caminho eterno".Embora seja saudável olharmos de maneira franca para a vida espiritual,não convém nos demorar-nos em nossas faltas e concentrar-nos demasiadamente nos erros somente nos desanima.
Nosso Senhor é maior do que nossos erros e fracassos.Sem duvida,necessitamos conhecer honestamente noss condição;mas é muito mais importante conhecer Sua graça.Compreender as fraquezas prepara-nos para recebermos Sua força.Compreender a pecaminosidade prepara-nos para recebermos Sua justiça.Compreender a ignorância prepara-nos para recebermos Sua sabedoria.O Espírito Santo talvez nos leve a lamentar a natureza caída,mas Ele não nos deixa dessa condição.O propósito da convicção que nos é dada pelo Espírito Santo é levar-nos a Jesus.Ao reconhecermos os pecados e erros pelo processo de um autoexame,podemos agradecer a Deus porque o Espírito Santo está nos conduzindo para mais perto de Jesus.O poder convincente do Espírito Santo está nos preparando para receber a plenitude do Espírito no poder da chuva serôdia.Antes de Deus nos restaurar;Ele deve nos quebrar.Antes de nos encher,deve nos esvaziar.Antes que Ele seja entronizado no coração,o eu deve ser destronado.Que Salvador maravilhoso é Jesus,nosso Senhor,Seu supremo desejo é que reflitamos Seu amorável caráter diante de um mundo em expectativa e de um Universo que nos observa.Ele deseja preparar-nos para o maior derramamento do Espírito Santo em toda a história.
Com oração,medite nas perguntas a seguir:
1-Há algo oculto dentro de mim que poderia me impedir de receber a plenitude do Espírito?
2-Estou disposto a permitir que Deus tire de minha vida tudo aquilo que não estiver em harmonia com Sua vontade?
3-Há alguma coisa em minha vida que não estou disposto a abandonar?   
Refletindo o Conselho Divino
Leia atentamente os textos a seguir,extraídos do livro Atos do Apóstolos,páginas 50-52:
O tempo decorrido não operou nenhuma mudança na promessa dada pro Cristo ao partir,promessa esta de enviar o Espírito Santo como Seu representante.Não é por qualquer restrição da parte de Deus que as riquezas de Sua graça não fluem para a Terra em favor dos homens.Se o cumprimento da promessa não é visto como poderia ser,é porque a promessa não é apreciada como devia ser.Se todos estivessem dispostos,todos seriam cheios do Espírito.Onde quer que a necessidade do Espírito Santo seja um assunto de que pouco se pense,ali se verá sequidão espiritula,escuridão espiritual e espirituais declínio e morte.Quando quer que assuntos de menor importância ocupem a atenção,o divino poder,preciso para o crescimento e prosperidade da igreja,e que haveria de trazer após si todas as demais bençãos,está faltando,ainda que oferecido em infinita plenitude.
Uma vez que este é o meio pelo qual havemos de receber poder,por que não sentimos fome e sede do dom do Espírito?Por que não falamos sobre ele,não oramos por ele e não pegamos a seu respeito?O Senhor está mais disposto a dar o Espírito Santo àqueles que O servem do que os pais a dar boas dádivas a seus filhos.Cada obreiro devia fazer sua petição a Deus pelo batismo diário do Espírito.Grupos de obreiros cristãos se devem reunir para suplicar auxílio especial,sabedoria celestial,para que saibam como planejar e executar sabiamente.Especialmente devem eles orar para que Deus batize Seus embaixadores escolhidos nos campos missionários com uma rica medida do Seu Espírito.A presença do Espírito com os obreiros de Deus dará à proclamação da verdade um poder que nem toda a honra ou glória do mundo dariam.
O Espírito Santo habita no consagrado obreiro de Deus onde quer que ele possa estar.As palavras dirigidas aos discípulos são-no também a nós.O Consolador é tanto nosso quanto deles.O Espírito concede a força que sustenta a alma que se esforça e luta em todas as emergências,em meio ao ódio do mundo e ao reconhecimento de seus próprios fracassos e erros.Em tristezas e aflições,quando as perspectivas se afiguram sombrias e o futuro aterrador,e nos sentimos desamparados e sós,-é tempo de o Espírito Santo,em resposta à oração da fé,conceder conforto ao coração.
Não é conclusiva de que um homem é cristão o manifestar ele êxtases espirituais sob circunstâncias extraordinárias.Santidade não é arrebatamento;é inteira entrega da vontade a Deus;é viver por toda a palavra que sai da boca de Deus;é fazer a vontade de nosso Pai celestial;é confiar em Deus na provação,tanto nas trevas como na luz;é andar pela fé e não pela vista;é apoiar-se em Deus com indiscutível confiança,descansando em Seu amor.
Não é essencial que sejamos capazes de definir extamente o qeu seja o Espírito Santo.Cristo nos diz que a o Espírito é o Consolador,; "Espírito de verdade,que procede do Pai"(Jo 15:26).Declara-se positivamente,a respeito do Espírito Santo,que em Sua obra de guiar os homens em toda a verdade "não falará de Si mesmo"(Jo 16:13).
A natureza do Espírito Santo é um mistério.Os homens não a podem explicar porque o Senhor não lho revelou.Com fantasiosos pontos de vista,podem-se reunir passagens da Escritura e dar-lhes um significado humano;mas a aceitação desses pontos de vista não fortalecerá a igreja.Com relação a tais mistérios - demasiado profundos para o entendimento humano - o silêncio é ouro.
A função do Espírito Santo é distintamente especificada nas palavras de Cristo:"E,quando Ele vier,convencerá o mundo do pecado,e da justiça e do juízo"(Jo 16:8).É o Espírito Santo que convence do pecado.Se o pecador atende à vivificadora influência do Espírito,será levado ao arrependimento e despertado para a importância de obedecer aos reclamos divinos.
Ao pecador arrependido,faminto e sedento de justiça,o Espírito Santo revela o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo."Ele [...]há de receber do que é Meu,e vo-lo há de anunciar",disse Cristo ( jo 16:14)."Esse vos ensinará todas as coisas,e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito"(Jo 14:26).
O Espírito é dado como agente de regeneração para tornar eficaz a salvação operada pela morte de nosso Redentor.O Espírito está constantemente buscando atrair a atenção dos homens para a grande oferta feita na cruz do Calvário a fim de desvendar ao mundo o amor de Deus e abrir às almas convictas as preciosidades das Escrituras.