Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
Revistas
Humildade e Sacrifício
Analisando o Conselho Divino
A atitude dos discípulos antes e depois do Pentecostes foi completamente diferente.Dez dias no cenáculo fizeram uma profunda diferença.O Evangelho de Lucas menciona que pouco antes da morte de Jesus "Suscitaram também entre si uma discussão sobre qual deles parecia ser o maior"(Lc 22:24).Isso,sem duvida,não se assemelha à descrição de um grupo de homens que seria um exemplo do amor de Cristo nas cidades e aldeias em que foram chamados a ir e alcançar com a mensagem da cruz.Não parece ser uma comunidade de crentes a quem se poderia confiar o poder do Espírito Santo para transformar o mundo com sua pregação.As ambições pessoais dominavam o pensamento.
Motivados por obter vantagens pessoais,estavam muito mais interessados no que poderiam receber seguindo a Cristo do que em dar-se a si mesmos em serviço altruísta.Tinham a confiança de que estavam preparados para governar com Cristo no reino que iria fundar,e cada um ansiava por um lugar de destaque nesse reino.
A confiança de Pedro se excedeu quando ele impetuosamente declarou que estava disposto a ir "tanto para a prisão como para a morte"(Lc 22:33).Na verdade,de acordo com o evangelho de Mateus,todos os discípulos expressaram a mesma atitude arrogante de autoconfiança.Pedro garantiu a Jesus:"Ainda que me seja necessário morrer contigo,de nenhum modo Te negarei.E todos os discípulos disseram o mesmo"(Mt 26:35).Na luta pelo primeiro lugar,esses discípulos não conseguiram compreender a essência do evangelho.Pareciam ter os ouvidos fechados para estas palavras de Jesus:"Quem quiser ser o primeiro entre vós,será vosso servo;tal como o Filho do Homem,que não veio para ser servido,mas para servir,e para dar a Sua vida em resgare por muitos"(Mt 20:27,28).
O Pentecostes Fez a diferença
O Pentecostes fez toda a diferença.Durante os dez dias que passaram no Cenáculo,os discípulos examinaram cuidadosamente o coração.Compreenderam sua fraqueza e suplicaram por força.Perceberam suas fragilidades e buscaram o eterno poder de Deus.Reconheceram seu egoísmo e suplicaram por um espírito humilde e abnegado.Em sua descrição sobre essa experiência dos discípulos,Ellen White declara:
Ao esperarem os discípulos pelo cumprimento da promessa,humilharam o coração em verdadeiro arrependimento e confessaram sua incredulidade.Ao trazerem à lembrança as palavras que Cristo lhes havia dito antes de Sua morte,entenderam mais amplamente seu significado.Verdades que lhes tinham escapado à lembrança lhes voltavam à mente,e eles as repetiam uns aos outros.Reprovavam-se a si mesmos por não haverem compreendido o Salvador.Como numa procissão,cena após cena de Sua maravilhosa vida passou perante eles.Meditando sobre Sua vida pura,santa,sentiram que nenhum trabalho seria árduo demais,nenhum sacrifício demasiado grande,contanto que pudessem testemunhar na própria vida da amabilidade do caráter de Cristo.Oh!Se pudessem viver de novo os passados três anos,pensavam,quão diferentemente agiriam!(Atos dos Apóstolos,p. 36).
Quando so discípulos oraram juntos,humilhando o coração diante de Deus,o Espírito SAnto trouxe à sua mente as lições de humildade,confiança,submissão e de serviço que Cristo tanto ansiou que entendessem.Os discípulos sentiram então que estavam sendo repreendidos pelo convincente poder do Espírito Santo.Desejaram poder viver novamente os ultimos três anos e meio que passaram com Jesus.Alguma vez você já se sentiu assim?Já desejou voltar atrás e corrigir os erros passados?O Espírito Santo não somente nos convence do pecado,Ele cura o coração quebrantado.Ele nos traz esperança.Ele nos garante que Deus tem um plano melhor para nossa vida.Ele nos inspira com promessas de um futuro melhor.
Tomemos Pedro como exemplo.Após o Pentecostes,ele era uma pessoa completamente mudada.Cheio do Espírito Santo,pregou um poderoso sermão no dia de Pentecostes,e três mil pessoas se converteram e foram batizadas em um só dia.Quando as autoridades judaicas tentaram silenciar seu testemunho,ele destemidamente exclamou:"Pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos"(At 4:20).O orgulhoso Pedro havia se tornado confiante,não em si mesmo,mas na força do Senhor.O arrogante Pedro havia aprendido a lição do serviço humilde e abnegado.Este é o testemunho que ele deu:"Sede submissos aos que são mais velhos;outrossim,no trato de uns com os outros,cingi-vos todos de humildade,porque Deus resiste aos sobrebos,contudo,aos humildes concede a Sua graça.Humilhai-vos,portanto,sob a poderosa mão de Deus,para que Ele,em tempo oportuno,vos exalte"(I Pe 5:5,6).Os corações humildes são aqueles que Deus pode encher com Seu Espírito,pois estão abertos a receber as grandiosas bençãos de Deus.
Jesus Nosso exemplo
Consideremos a pessoa de Jesus.O Salvador deixou as glórias do Céu para vir a este mundo cheio de pecado.Deixou a companhia do Pai,a adoração dos anjos e a veneração de seres celestiais.O apóstolo Paulo descreve a pessoa de Jesus nas seguintes palavras:"Assumindo a forma de servo,tornando-Se em semelhança de homens;e,reconhecido em figura humana,a Si mesmo Se humilhou,tornando-Se obediente até à morte e morte de cruz.Pelo que também Deus O exaltou sobremaneira e Lhe deu o nome que está acima de todo nome"(Fp 2:7-9).Jesus não somente Se tornou homem,Ele Se fez servo.Jesus não somente Se tornou servo,mas tornou-Se um servo obediente.Não somente um servo obediente,mas foi obediente até a morte.Não somente até amorte,mas até a mais horrenda de todas as mortes,a morte de cruz.A morte de Cristo na cruz qualificou-O para Se tornar o Sumo Sacerdote no Céu,assentado à destra de Deus.A humilde obediência sempre precede a exaltação.Deus exalta aqueles que se curvam em humildade.
Definição de Humildade
A humildade é uma atitude de amoros serviço em que a pessoa não se orgulha do quw faz ou da importância que tem.É uma preocupação constante pelas necessidades dos outros.No coração humilde,o eu não é o centro do universo.A humildade leva-nos a centralizar a atenção nos outros.O foco está em dar,não em receber.Deseja apenas o bem dos outros em vez de usá-los para atingir nossos próprios fins.A humildade é uma das características que Deus mais valoriza.Leia,com oração,os três textos bíblicos abaixo e medite nas perguntas seguintes:
* "Nada façais por partidarismo ou vanglória,mas por humildade,considerando cada um os outros superiores a si mesmo.Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu,senão também cada qual o que é dos outros"(Fp 2:3,4).
* "Revesti-vos,pois,como eleitos de Deus,santos e amados,de ternos afetos de misericórdia,de bondade,de humildade,de mansidão,de longanimidade"(Cl 3:12).
* "Deus restiste aos soberbos,mas dá graça aos humiles"(Tg 4:6).
1-O que significa viver "considerando cada um os outros superiores a si mesmo"?
2- O que é "humildade espírito"?Como podemos "nos revestir"da humildade?
3- Explique por que Deus "restiste aos soberbos,mas dá graça aos humildes".
4- Por que a humildade é tão importante para receber a chuva serôdia?
Durante os próximos dias,peça a Deus que lhe conceda um espírito humilde.Suplique a Ele que lhe tire todo o orgulho.Procure manter a mente repleta do desejo de servir aos outros.Permita que Deus tire todo egoísmo e inveja que estão no coração.O Espírito Santo pode revelar que há nele orgulho,ambição egoísm,espírito competitivo e desejo de superioridade.Se Ele lhe revelar a existência dessas atitudes,abra o coração ao poder purificador de Jesus e lembre-se de que Deus muitas vezes nos humilha antes de nos encher.Ele por vezes nos leva ao nível mais baixo antes de nos exaltar.
Refletindo Sobre o Conselho Divino
Leia antentamente o seguinte texto extraído do livro Atos dos Apóstolos,páginas 53-56.
Desde o princípio,Deus tem operado por Seu Espírito Santo,mediante agentes humanos,para a realização de Seu propósito em benefício da raça caída.Isto se manisfestou na vida dos patriarcass.À igreja no deserto,no tempo de Moisés,também deu Deus Seu "bom Espírito,para os ensinar"(Ne 9:20).E nos dias  dos apoóstolos Ele atuou poderosamente por Sua igreja através do Espírito Santo.O mesmo poder que susteve os patriarcas,que a Calebe e Hosué deu fé e coragem,e eficiência à obra da igreja apostólica,tem sustido os fiéis filhos de Deus nos séculos sucessivos.Foi mediante o poder do Espírito Santo que na idade escura os cristãos valdenses ajudaram a preparar o caminho para a Reforma.Foi o mesmo poder que deu êxito aos esforços de nobre homens e mulheres que abriram o caminho para o estabelecimento das modernas missões e para a tradução da Bíblia para as línguas e dialetos de todas as nações e povos.
E ainda hoje Deus está usando Sua igreja para tornar conhecido Seu propósito na Terra.Hoje os arautos da cruz vão de cidade em cidade e de terra em terra,preparando o caminho para o segundo advento de Cristo.A norma da lei de Deus está sendo exaltada.O Espírtio do Onipotente está movendo o coração dos homens,e os que respondem a esta influência tornam-se testemunhas de Deus e de Sua verdade.Em muitos lugares podem ser vistos homens e mulheres consagrados comunicando a outros a luz que lhes iluminou o caminho da salvação mediante Cristo.E enquanto deixam sua luz brilhar,como fizeram os que foram batizados com o Espírito no dia do Pentecostes,receberam mais e mais poder do Espírtio.Assim é a Terra iluminada com a glória de Deus.
Por outro lado,há alguns que,em vez de aproveitar sabiamente as oportunidades presentes,estão indolentemente esperando por alguma ocasião especial de refrigério espiritual,pelo qual suas habilidades para iluminar outros sejam grandemente aumentadas.Eles negligenciam os deveres e privilégios do presente e deixam que sua luz se apague,enquanto esperam um tempo em que,sem nenhum esforço de sua parte,sejam feitos recipientes de bênçãos especiais,pelas quais sejam transformados e tornados aptos para o serviço.
É certo que no tempo do fim,quando a causa de Deus na Terra estiver prestes a terminar,os sinceros esforços dos consagrados crentes soba a guia do Espírito Santo serão acompanhados por especiais manifestações do favor divino.Sob a figura das chuvas temporã e sêrodia,que caem nas terras orientais ao tempo da semeadura e da colheita,os profetas hebreus predisseram a dotação da graça espiritual em medida extraordinária à igreja de Deus.O derramamento do Espírito nos dias dos apóstolos foi o começo da primeira chuva,ou temporã,e gloriosos foi o resultado.Até o fim do tempo,a presença do Espírito deve ser encontrada com a verdadeira igreja.
Ao avizinhar-se o fim da ceifa da Terra,uma especial concessão de graça espiritual é prometida a fim de preparar a igreja para a vinda do Filho do Homem.Esse derramamento do Espírito é comparado com a queda da chuva serôdia;e é por este poder adicional que os cristãos devem fazer as suas petições ao Senhor da seara "no tempo da chuva serôdia."Em resposta,"o Senhor,que faz os relâmpagos,lhes dará chuveiro de água"(Zc 10:1_."Ele [...]fará descer a chuva,a temporá e a serôdia,no primeiro mês"(Jl 2:23).
A menos,porém,que os membros da igreja de Deus hoje estejam em viva associação com a fonte de todo o crescimento espiritual,não estarão porntos para o tempo da ceifa.A menos que mantenham suas lâmpadas espevitadas e ardendo,deixarão de receber a graça adicional em tempos de especial necessidade.
Apenas os que estão a receber constantemente novos suprimentos de graça terão o poder proporcional à sua necessidade diária e sua capacidade de usar esse poder.Em vez de aguardar um tempo futuro,em que,mediante uma concessão especial de poder espiritual,recebem uma habilitação miraculosa para conquistar almas,rendem-se diarimanete a Deus para que os torne vasos próprios para o Seu uso.Aproveitam cada dia as oportunidades do serviço que encontram a seu alcance.Diariamente testificam em favor do Mestre,onde quer que estejam,seja em alguma humilde esfera de atividade no lar ou em algum setor  da utilidade publica.Há para o consagrado obreiro uma maravilhosa cosolação em saber qu emesmo Cristo,durante Sua vida na Terra,buscava diariamente Seu Pai em procura de nova provissão da necessária graça;e saía dessa comunhão com Deus para fortalecer e abençoar a outros.Vede o Filho de Deus para fortalecer e abençoar a outros.Vede o Filho de Deus curvado em adoração a Seu Pai.Conquanto seja o Filho de Deus,robustece Sua fé por meio da prece,e mediante a comunhão com o Céu traz a Si mesmo força para resistir ao mal e ministrar às necessidades dos homens.Como o Irmão mais velho de nossa raça,conhece as necessidades dos que,cercados de enfermidade e vivendo num mundo de pecado e tentação,desejam contudo servi-Lo .Ele sabe que os mensageiros que acha por bem enviar são homens fracos e falveis;mas a todos que se dedicam inteiramente ao Seu serviço,pormete auxílio divino.Seu próprio exemplo é uma garantia de que a diligente e perseverante suplica a Deus em fé-fé que leva a uma inteira confiança nEle e consagração sem reserva à Sua obra-será eficaz em trazer aos homens o auxílio do Espírito Santo na batalha contra o pecado.
Todo obreiro que segue o exemplo de Cristo estará apto a receber e empregar o poder que Deus prometeu à Sua igreja para a maturação da seara da Terra.anhã após manhã,ao se ajoelharem os arautos do evangelho perante o Senhor,renovando-Lhes seus votos de consagração,Ele lhes concederá a presença de Seu Espírito,com Seu poder vivificante e santificador.Ao saírem para seus deveres diários,têm eles a certeza de que a invisível atuação do Espírito Santo os habilita a serem "cooperadores de Deus."

Marcos 16:15
10 Dias no Cenáculo