Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
Revistas
Testemunho Fervoroso
Analisando o Conselho Divino
Imagine a reação dos discípulos diante da grande comissão.A tarefa parecia mito pesada.O mandado de levar o evangelho a todo o mundo parecia impossível.Como poderia um pequeno grupo de discípulos causar qualquer impacto significativo sobre o poderos Império Romano?A sociedade de Roma no 1° século era dominada por intrigas políticas,materialismo desenfreado,orgulho,extrema avareza,imoralidade ostensiva e muita superstição religiosa.Submersa em sua tradição milenar,Jerusalém també não parecia ser um território fértil para as perspectivas do evangelho.Aqueles primeiros seguidores de Cristo devem ter-se perguntado se o mandado de Jesus de ir "por todo o mundo" e pregar o evangelho "a toda criatura" era sequer remotamente possível de ser cumprido (Mc 16:15).
A Grande Comissão e a Grande Promessa
Felizmente,a grande comissão veio acompanhada de uma grande promessa.Disse Jesus:"Foi-me dada toda a autoridade nos Céus e na Terra.Portanto vão e façam discípulos de todas as nações"(Mt 28:18,19,NVI).E acrescentou:"Mas receberão poder,quando o Espírito Santo descer sobre vocês,e serão minhs testemunhas,tanto em Jerusalém,como em toda a Judeia e Samaria,e até os confins da Terra"(At 1:8,NVI).Os discípulos deviam testemunhar na força do Espírito,não em sua própria força.Deviam ir cheios do Espírito,fortalecidos pelo Espírito e guiados pelo Espírito.A presença e o poder do Espírito Santo em sua vida é o que lhes daria êxito.
Qual foi o resultado do derramamento do Espírito no dia de Pentecostes?As boas-novas de um Salvador ressuscitado foram levadas até as mais longínquas partes do mundo habitado.À medida que os discípulos proclamavam a mensagem da graça redentora,os corações se entregavam ao poder dessa mensagem.A igreja viu conversos vindo para ela de todas as direçõs.Extraviados convertera-se de novo.Pecadores uniram-se aos crentes em busca da Pérola de grande preço.Alguns haviam sido os mais ferrenhos inimigos do evangelho tornaram-se seus campeões.Cumpriu-se a profecia:"O que dentre eles tropeçar[...]será como Davi,e a casa de Davi[...]como anjo do Senhor"(Zc 12:8).Cada cristão via em seu irmão uma revelação do amor e benevolência divinos.Só um interesse prevalecia;um elemento de emulação absorveu todos os outros.A ambição dos crentes era revelar a semelhança do caráter de Cristo,bem como trabalhar pelo desenvolvimento de Seu reino (Atos dos Apóstolos,p. 48)
O Poder do Espírito Santo foi derramado no dia do Pentecostes para capacitar os discípulos a levar o evangelho ao mundo.O Espírito Santo deu poder ao testemunho dos discípulos,e os resultados foram surpreendentes:corações foram tocados,vidas transformadas.Três mil foram batizados em apenas um dia.Este impulso evangelístico  continuou ocorrendo,e outros milhares foram acrescentados à igreja em poucos anos.Atos 4:4 traz o seguinte registro:"Muitos,porém,dos que ouviram a palavra,aceitara,subindo o numeto dos homens a quase cinco mil."Atos 6:7 declara:"Crescia a palavra de Deus,e em Jerusalém se multiplicava muito o numero dos discípulos."Segundo Atos 9:31,novas igrejas foram estabelecidas na Judeia,na Galileia e me Samaria,e elas se "multiplicabam."O evangelho transpôs barreiras culturais,nacionais e linguísticas.Pedro foi miraculosamente guiado para dar testemunho a Conélio,um centurião romano que estava em busca da verdade,e Filipe explicou os mistérios da cruz a um influente oficial etíope.Na verdade,o livro de Atos dos Apóstolos bem poderia ser chamado de "Atos do Espírito Santo."
Testemunhar:"O Propósito do Derramamento do Espírito
Quando a igreja tem pouco interesse em testemunhar,há poucas evidências do poder do Espírito SAnto.Por que Deus haveria de derramar Seu Espírito,na plenitude de Seu poder,se Seu povo tem pouco interesse em testemunhar?
O poder do Espírito Santo não é um fim em si mesmo.A prometida chuva serôdia deve cumprir a missão de levar o evangelho ao mundo.A oração que não mantém o foco no testemunho pode levar ao fanatismo egocêntrico.O estudo da Bíblia sem o testemunho pode levar ao formalismo da justificação própria.
Os fariseus oravam e estudavam as Escrituras por horas a cada dia,mas condenaram Jesus à morte.Por quê?Por uma simples razão:em sua vida egoísta não havia lugar para um Messias altruísta.Em contraste,o testemunho faz o egoísmo morrer de fome.A oração sincera,o fervoro estudo da Bíblia e o testemunho fervoroso são as chaves para todo reavivamento genuíno.O propósito fundamental da oração e do estudo da Bíblia é nos aproximar de Jesus para que Ele possa confiar a nós o poder do Espírito Santo e,como resultado,haver um testemunho poderoso.A chuva serôdia não será derramada para transformar complacentes membros de igreja em testemunhas fervorosas.É a obra da chuva temporã do Espírito convercer-nos do pecado e capacitar-nos para enfrentar o inimigo e reorganizar as prioridades a fim de podermos testemunhar.A chuva serôdia cairá então para finalizar a obra da graça de Deus em nossa vida e no mundo.O conselho dado a nós é:
A menos,porém,que os membros da igreja de Deus hoje estejam em viva associação com  a fonte de todo o crescimento espiritual,não estarão prontos para o tempo da ceifa.A menos que mantenham suas lâmpadas espevitadas e ardendo,deixarão de receber a graça adicional em tempos de especial necessidade.
Apenas os que estão a receber constantemente novos suprimentos de graça terão o poder proporcional a sua necessidade diária e sua capacidade de usar esse poder.Em vez de aguardar um tempo futuro,em que,mediante uma concessão especial de poder espiritual,recebam uma habilitação miraculosa para conquistar almas,rendem-se diariamente a Deus para que os torne vasos próprios para o Seu uso.Aproveitam cada dia as oportunidades do serviço que encontram a seu alcance.Diariamentetestificam em favor do Mestre,onde quer que estejam,seja em alguma humilde esfera de atividade no lar ou em algum setor de utilidade publica (Atos dos Apóstolos,p.55).
O Testemunho Faz o Egoísmo Morrer de Fome
No Cenáculo,os discípulos comprometeram-se a levar o evangelho ao mundo.As agendas pessoais foram deixadas de lado para cumprir a agenda de Cristo.Os planos pessoais foram abandonados para concretizar o grande plano de Cristo.As ambições humanas foram deixadas para trás para que pudessem levar avante a unica ambição de Cristo,que é redimir a humanidade.Tinham paixão por partilhar ao mundo as novas do amor de Cristo que havia transformado a vida deles.
Um unico desejo absorvia todos os outros:Cumprir a comissão de Cristo e proclamar o evangelho ao mundo.
Qual é seu maior desejo na vida?Seu maior anseio é que o poder do Espírito Santo o capacite para testemunhar?Costuma compartilhar regularmente sua fé com outros?Se o condenassem em um tribunal por partilhar a fé e por testemunhar das boas-novas de Jesus,haveria evidência suficiente para condená-lo?O Espírito Santo será derramado no poder da chuva serôdia sobre aqueles que estão testemunhando de Jesus para que a obra de Deus na Terra seja finalizada e possamor ir para o lar.É seu desejo reorganizar as prioridades em sua vida e fazer o compromisso de tornar-se uma testemunha mais fiel em favor de Jesus?Está disposto a permitir que o Espírito Santo o use da maneira que desejar para testemunhar para Ele?Deseja colocar de lado os compromissos pessoais e consagrar sua vida à unica coisa que realmente importa no final de tudo,que é conquistar os perdidos e levá-los a Jesus?As circunstâncias da vida são diferentes para cada um de nós.A família e as responsabilidades no trabalho não são as mesmas.Nem todos podem fazer a mesma coisa.Simplesmente,diga a Deus que seu maior anseio é partilhar o amor de Deus com outros e permita que Ele dirija sua vida.
Refletindo Sobre o Conselho Divino
Todas as Demais bençãos
Leia atentamente o texto a seguir,extraido do livro Testemunhos Para Ministros,páginas 511,512,174-176:
A dispensação em que vivemos deve ser,para os que pedem,a dispensação do Espírito Santo.Pedi-Lhe a benção.É tempo de sermos mais dedicados em nossa devoção.É-nos confiado o trabalho árduo,mas feliz e glorioso,de revelar Cristo aos que se acham em trevas.Somos chamados para proclamar as verdades especiais para este tempo.Para tudo isto,é essencial o derramamento do Espírito Santo.Devemos orar para este fim.O Senhor espera que Lho peçamos.Ainda não empreendemos essa tarefa com todo o coração.
Essa benção prometida,se requerida pela fé,traria todas as outras bençãos em sua esteira,e deve ser dada liberalmente ao povo de Deus.Pelas astutas ciladas do inimigo parece a mente do povo de Deus ser incapaz de compreender e apropriar-se das promessas de Deus.parecem pensar que apenas escassos chuviscos da graça devem cair sobre a alma sedenta.Tem-se o povo de Deus acostumado a pensar que deve confiar em seus próprios esforços,que pouco auxílio deve ser recebido do Céu;e o resultado é que pouca luz têm eles a comunicar a outras almas que estão perecendo no erro e nas trevas.A igreja por muito tempo se tem contentado com um pouco das bençãos de Deus.Não tem sentido a necessidade de alcançar os exaltados privilégios para eles comprados a um custo infinito.
Sua força espiritual tem sido fraca,sua experiência de caráter definhado e defeituoso,e estão desqualificados para a obra que o Senhor gostaria que fizessem.Não estão habilitados a apresentar as grandes e gloriosas verdades da santa Palavra de Deus,que convenceriam e converteriam almas por intermédio do Espírito Santo.O poder de Deus espera seu pedido e recepção.Uma colheita de alegrias será feita pelos que semeiam a santa semente da verdade."Aquele que leva a preciosa semente,andando e chorando,voltará,sem duvida,com alegri,trazendo consigo os seus molhos"(Sl 126:6).
Pela atitude da igreja tem o mundo recebido a ideia de que o povo de Deus é realmente um povo sem alegria,de que o serviço de Cristo não é atrativo e de que a benção de Deus é concedida aos que a recebem a pesado custo.Demorando-nos sobre as provas e ampliando as dificuldades,representamos mal a Deus e a Jesus Cristo,a quem Ele enviou;pois o caminho do Céu é tornado sem atrativos pela escuridão que se acumula ao redor da alma dos crentes,e muitos se afastam,desapontados,do serviço de Cristo.Mas serão crentes os que assim apresentam a Cristo?Não,pois os crentes confiam na promessa divina,e o Espírito Santo tanto é confortador como reprovador.
O cristão deve edificar todo o fundamento se quiser construir um caráter forte e simétrico,se quiser ser bem equilibrado em sua experiência religiosa.É dessa maneira que o homem será preparado para atender aos reclamos da verdade e da justiça,como são apresentado na Bíblia;pois ele será sustentado e fortalecido pelo Espírito Santo de Deus.Aquele que é cristão verdadeiro combina grande ternura de sentimentos com grande firmeza de propósito,com inamovível fidelidade a Deus;em caso algum se tornará traidor de sagrados depósitos.Quem é dotado do Espírito Santo tem grande capacidade do coração e do intelecto,tendo uma força de vontade e propósito invencíveis.
Marcos 16:15
10 Dias no Cenáculo