" Ide por todo o mundo e pregai o evangelho
          Marcos 16:15
Jesuseapalavra.com
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2018 Jesuseapalavra.com
Marcos 16:15
Exibição sobre a criação será aberta na sede mundial da IASD

Postado em 05/Setembro 2017

Em preparação para o Sábado da Criação, em 28 de outubro de 2017, o Geoscience Research Institute (Instituto de Pesquisa em Geociências, GRI) está criando uma série de painéis cientificamente precisos e de fortalecimento da fé. A exibição estará aberta durante o Conselho Outonal deste ano do Comitê Executivo da Associação Geral, que será realizado entre 5 e 11 de outubro na sede mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia em Silver Spring, Maryland. “Os painéis apresentarão evidências físicas que apontam para o design inteligente na natureza e catástrofe no registro de rochas”, diz o Dr. Jim Gibson, diretor do GRI. “As Escrituras provêm explicações convincentes para tais evidências. Esses painéis são um testemunho tanto da fidelidade da Igreja à criação bíblica quanto ao estudo científico das origens.”
A exibição mostrará exemplos de beleza biológica e outras evidências de design inteligente, tal como a complexidade irredutível. Outros exemplos de design incluirão a maneira como peixes são projetados para nadar, pássaros para voar, olhos para ver, e conchas de amonoides fossilizados para o movimento na água.
Diversos painéis apresentarão abundantes evidências do dilúvio universal registrado na Bíblia. A maioria dos cientistas concorda com a ocorrência de catástrofes globais no passado, tal como impactos de objetos extraterrestres e fluxos imensos de lava, mas muitos negam que possam ser associados com o dilúvio registrado em Gênesis ou em qualquer outro lugar, de acordo com o Dr. Tim Standish, cientista sênior do GRI. “Esa evidência de uma catástrofe global estará inclusa nos painéis.”
“O tempo é uma questão na qual a explicação científica mais amplamente aceita de se adotar milhões de anos se contrapõe com o claro registro dado na Escritura de milhares de anos desde a criação”, afirma Standish. “Os adventistas não ignoram essa tensão e isso estará refletido nos painéis.” Entretanto, o registro da Escritura é robusto. Por exemplo, um painel irá examinar diversos padrões no registro fóssil que mostram a atividade de Deus na natureza, independentemente do tempo determinado dos fósseis envolvidos.
A Igreja Adventista do Sétimo Dia tem uma longa história de interesse no relacionamento entre a história registrada na Bíblia e o estudo da natureza utilizando-se métodos científicos. A pioneira da Igreja, Ellen G. White, explicou a abordagem adventista há mais de um século:
“Visto como o livro da natureza e o da revelação apresentam indícios da mesma mente superior, não podem eles deixar de estar em harmonia mútua. Por métodos diferentes em diversas línguas, dão testemunho das mesmas grandes verdades. A ciência está sempre a descobrir novas maravilhas; mas nada traz de suas pesquisas que, corretamente compreendido, esteja em conflito com a revelação divina. O livro da natureza e a palavra escrita lançam luz um sobre o outro. Familiarizam-nos com Deus, ensinando-nos algo das leis por cujo meio Ele opera” (Educação, p. 130).
O Sábado da Criação, agendado para 28 de outubro, é uma oportunidade de celebrar essa abordagem inspirada pela Bíblia para o estudo da natureza, de acordo com o Dr. Ted N. C. Wilson, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia. “A história da criação e o dilúvio universal explicam tanto, e nós ainda temos questões que precisam ser respondidas. De toda forma, a Palavra de Deus é certa!”, afirma Wilson.
A fé no relato Bíblico levando a descobertas e utilizando os métodos da ciência tem sido a marca da contribuição dos adventistas para o entendimento da natureza. Compreendendo que muitas questões permanecem por ser respondidas, tem se mostrado um incentivo produtivo para se fazer ciência, conforme Standish. Na esfera da ciência médica, tal motivação tem dirigido o trabalho pioneiro do Dr. Harry Miller em nutrição, inovações em neurocirurgia do Dr. Ben Carson, e na revolucionária técnica de cateterização do Dr. Melvin P. Judkins utilizando cateteres projetados por ele.
Nas ciências da paleontologia e geologia, a abordagem adventista, inspirada pela confiança na Bíblia, motivou o estudo do Dr. Harold Coffin sobre florestas fossilizadas no Parque Nacional de Yellowstone, afirma Standish. Isso levou a um novo e mais amplo modelo de explicação de sua formação.
O Dr. Leonard Brand tem sido inspirado a examinar a evidência das muito comuns camadas de rocha que aparentam ter sido rapidamente cobertas por água ao longo da América do Norte. Também apresentada nos painéis na sede mundial adventista está a pesquisa do Dr. Arthur Chadwick, mostrando movimentos de água em escala global em padrões distintos.
Os painéis da criação são gratuitos e abertos ao público. Eles estarão em exibição na sede mundial até Março de 2018, e têm por objetivo ilustrar como a fé no relato bíblico da história tem produtivamente inspirado a ciência.
“Ao mostrar algumas das abundantes evidências que apontam para um Deus Criador e um dilúvio universal, esses painéis irão encorajar confiança no relato bíblico da história”, afirma Gibson. “Em adição, os fósseis e outras evidências apresentadas são intrinsicamente fascinantes, revelando que ‘grandes são as obras do Senhor, procuradas por todos os que nelas tomam prazer’” (Salmo 111:2, ACF).

Para mais informações e materiais para o Sábado da Criação, visite: http://www.creationsabbath.net/
(Timothy G. Standish, PhD, é cientista senior do Geoscience Research Institute; tradxução de Leonardo Serafim)
Artigos