Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
Revistas 
Adra - Ao lado dos que Sofrem 
Transformando o mundo,uma vida de cada vez.
Vivemos em um mundo complexo e dinâmico.Avançamos significativamente nas áreas da comunicação,da medicina,da conquista espacila,entre outras.Por exemplo: alguns anos atrás,quem falava em internet?Ou quem imaginava falar com alguém no outro lado do mundo de forma gratuita e instantânes? No entanto,por outro lado,nota-se também um aumento nos conflito bélicos,tensão entre nações,fome,economias fragilizadas,inflação,desemprego,insegurança nas metrópoles,constantes catástrofes naturais,ou seja,uma diversidade de situações que levam ao sofrimento humano.Para responder a essas necessidades e seguindo o esemplo de Cristo,que por onde passava espalhava amor,cura,ensinos,perdão,esperança,a Igreja Adventista criou uma organização não-governamental,a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA).
Oficialmente,a ADRA existe desde novembro de 1956,tendo surgido nos Estados Unidos.Mas seu "DNA" remonta a 1890,nos bairros periféricos de Chicago,quando uma série de programas assistenciais começou a ser implantada pela Igreja Adventista.O poder de mobilização cresceu e consolidou sua força operacional de modo que na 1ª e na 2ª Gueeras Mundiais voluntários se reuniram para enviar suprimentos a regiões devastadas pelo conflito.Doi anos após sua oficialização,em 1958,a agência enviou suprimentos para mais de 20 países,graças a uma coleta de 1.270 toneladas de alimentos,somando um custo totla de 485 mil dólares.
Em 1962,subiu para 29 o numero de países atendidos,e cresceu também o investimento para essas ações,totalizando 2,3 milhões de dólares,basicamente para a compra de suprimentos para populações dilaceradas pela guerra.Na sua maioria,os países socorridos eram da América do Sul e do Oriente Médio,onde ocorreram muitas calamidades.
Na década de 1970,ocorreu uma mudança radical no posicionamento e na postura operacional da ADRA,quando a agência deixou se limitar ao socorrer de países em estado de emergência para trabalhar também em programas de desenvolviemento em longo prazo.Diversos projetos foram implantados,enfatizando o desenvolvimento comunitário,distribuição de alimentos e assitência a desastres.Atualmente,a ADRA é uma das principais organizações não-governamentais do mundo.Em 1997, a agência foi reconhecida como Órgão de Consultoria Geral pelas Nações Unidas,oportunidade unica de voz na comunidade internacional.Presente em cerca de 120 países e diversificando suas linhas desenvolvimentistas,a ADRA continua cooperando com ações assistenciais.Em casos de desastres naturais,é comum observar voluntários da ADRA como o socorro mais rápido a chegar e um dos ultimo a deixar a região atingida.
Na América do Sul, a ADRA concentra suas atividades em cinco áreas ou componentes principais,que são:Segurança Alimentar,Saude Primária,Educação Básica,Desenvolvimento Econômico e Gestão de Emergências.
Segurança Alimentar
O objetivo principal desse componente e seus projetos é melhorar a qualidade de vida dos agricultores,e de suas famílias.Isso acontece quando a ADRA,em conjunto com a comunidade,executam projetos que ajudam a aumentar a produtividade dos cultivos,utilizando técnicas agopecuárias apropriadas,sementes melhoradas,diversidade de cultivos com a estratégia de mercado,bem como o cuidado com o meio ambiente.
Entre exemplos bem-sucedidos está o trabalho da ADRA na Bolívia,onde várias comunidades no Departamento de Chiquisaca participantes de seus projetos já exportaram cebola para a Colômbia,feijão fava para o Japão.e cujos pomares de pêssegos estão produzindo maior quantidade de frutos e de melhor qualidade.Como resultado,agricultores tiveram aumento nos seus ingressos econômicos para comprar seus próprios insumos,decidiram ampliar as terras cultiváveis e incentivaram outras comunidades a seguir seu exemplo.
No Peru,a ADRA desenvolve o Programa de Combate à Desnutrição Infantil,inserindo no Programa Andino de Desenvolvimento Integral de Segurança Alimentar,financiado pela Agência Norte-Americana de Desenvolvimento Internacional.Segundo seu diretor,Walter Britton,"esse programa tem como objtivo melhorar o nível da saude e nutrição de crianças menores de três anos de idade e mulheres gestantes".
Saude Primária
O componente de Saude Primária trabalha na prevenção e controle de enfermidades e promoção da saude integral das populações mais pobres e vulneráveis nas comunidades em que a ADRA está presente.
Essas atividades são realizadas para promover melhorias no estilo de vida através da adoção de práticas saudáveis,aplicando estratégias educativas,preventivas e promocionais com a assitência técnica de profissionais comprometidos com a saude publica e socialmente responsáveis.
Dentre as várias ações nessa área,a ADRA tem implementado programas de educação para a saude nos quais sobretudo mães são capacitadas em princípios básicos de nutrição,tais como a importância do aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade,imunizações,prenvenção e tratamento de enfermidades prevalentes na infância,doenças sexualmente transmissíveis,HIV/aids,higiene e saneamento.
Na Bolívia e no Peru,foram feitas obras de saneamento comunitário,como poços de água,proteção de mananciais e construção de sistemas de distribuição de água cujos resultados contribuem diretamente para a saude das pessoas.
Educação Básica
A educação é a base de uma sociedade produtiva e eficiente.
A ADRA mantém creches em bairros carentes da periferia de cidades como São Paulo,Rio de Janeiro e Salvador.As crianças recebem instrução musical,praticam atividades manuais,brincam,são alimentadas,ou seja,estão envolvidas em atividades que colaboram para o seu desenvolvimento integral.
Nos chamados Nucleos Infantis,crianças de 7 a 12 anos passam o turno oposto ao das aulas da escola regular recebendo reforço escolar e participando de atividades recreativas.Ali elas também recebem duas refeições balanceadas.
No Equador,a ADRA facilita o aprendizado para dezenas de jovens e adultos que participa, nos projetos de alfabetização.Testemunhos de pessoas que aprenderam a ler e escrever emocionam,mostrando que a educação contribui para a autoestima,facilita nas atividades cotidianas,na realização de sonhos e até mesmo na saude física.
No Chile,a ADRA é responsável por prover educação formal para jovens que se encontram em uma unidade prisional aguardando julgamento ou cumprindo pena.
Dentro da unidade educativa prisional,a ADRA mantém uma equipe de professores responsáveis pela educação dos jovens,proporcionando-lhes a oportunidade de continuar seus estudos visando a contribuir para sua futura reinserção na sociedade.
As crianças no Paraguai são alvo do projeto " Mitame Guará" (Pela Criança),que consiste em uma escola de futebol para menias e meninos em situação de risco."Nessa escola de futebol participam menores que não somente recebem instrução esportiva,como também um completo programa de formação de valores,habilidades para a convivência e apoio escolar", explica Patrícia Muller,uma das líderes da ADRA.
Desenvolvimento Econômico
Os programas da ADRA também estão direcionados a fortalecer e desenvolver as capacidades das pessoas para que realizem atividades de geração de renda em família e na comunidade.Para isso,são executados projetos que proveem micro-crédito para a execuçãi de pequenos negócios.
Experiências de êxito têm sido vistas no Peru,onde milhares de pessoas já foram beneficiadas,capacitadas,receberam crédito,aumentara, as oportunidades de emprego e saíram da linha da pobreza.
No Brasil,a ADRA administra os Centros Adventistas de Desenvolvimento Comunitário (Cadecs).Criados com o objetivo de capacitar jovens e adultos carentes,os Cadecs oferecem oficinas de corte e costura,alfabetização,pintura,computação,manicure,culinária,entre outros.
Gestão de Emergências
Enchentes,terremotos,tempestades,deslizamentos de terra,naufrágios,queimadas estão acontecendo cada vez com maior intensidade e frequência,sentido inclusive em todo o território da América do Sul.A ADRA atuou diretamente para atender situações de emergência:no Chile,erupção do vulcão Chaiten;no Equador,enchentes em Guayaquil;no Peru,terremoto nas províncias de Pisco,Chincha,Ica e Cañete;no Brasil,tempestades em Santa Catarina.
Os agentes da ADRA também atuaram em desastres como o acidente aério do voo 3054,junto ao Aeroporto de Congonhas,em São Paulo,Brasil,apoiando a equipe de resgate e a Defesa Civil.
Milhares de pessoas desabriagadas são atendidas pela ADRa e seus coluntários com alimentos,roupas,cobertores,medicamentos,água potável e produtos de higiente pessoal.Todo o trabalho é realizado em coordenação com as autoridades dos respecitivos municípios afetas e pela Defesa Civil.
Obras de consturção de barreiras contra enchentes,recuperação de solos aráveis,construção de abrigos,construção e reforma de casa,assitência psicológica pós-traumática são alguns exemplos de atividades dentro desse componente.
Para a realização do ministério da ADRA no vasto território sul-americano,a agência trabalha em parceria com uma ampla variedade de doadores como agências governamentais de desenvolvimento internacional (Agência Espanhola de Cooperação Internacional,Agência Canadense de Desenvolvimento Internacional,Agência Sueca de Desenvolvimento Internacional,Agência Norte-americana de Desenvolvimento Internacional,etc.);organizações não-governamentais internacionais,tais como Unicef,alto Comissário das Nações Unidas Para os Refugiados,Programa Mundial de Alimentação;universidades,fundações,empresas privadas como a Petrobrás;e pessoas individuais.
A ADRA na América do Sul sempre se mostrou grata a todos os que apóiam seu ministério em prol dos mais necessitados,o que a ajuda a confirmar na vida de milhares de pessoas seu slogan: "Transformando o mundo,uma vida de cada vez."
Resposta a situações de emergência pela ADRA Peru
Os moradores da cidade de ica,uma das estrelas do atual resurgimento da economia do Peru,se preparavam para terminar mais um dia de trabalho,em 15 de agosto de 2007.Seria apenas um dia a mais rumo ao crescimento econômico.Em Ica,praticamente não exsite desemprego devido a um programa que transformou uma região de deserto em área de plantio de alcachofra, tangerina,pimentão e abacate,destinados à exportação.Essa terra de prosperidade foi uma das cidades que começaram a tremer às 18h41 daquele dia.Uma violenta colisão de duas placas tectànicas,60 km mar adentro e a uma profundidade de 40 km,fez até mesmo a Cordilheira dos Andes balançar.Além de Ica,as Províncias de Pisco,Chincha e Cañete foram afetadas pelo maior terremoto da história do Peru,como dois minutos de tremor a 7,9 gruas na Escala Ritcher,provocando a morte de 510 pessoas e deixando 1,500 feridas.
Em meio à destruição,a ADRA agiu imediatamente no mobilização de centenas de voluntários.Pouco tempo depois,as vítimas do desastre natural recebiam 1.100 jogos de roupas de cama,167 barracas,1,100 galões de água e kits com medicamentos básicos.Em seguida,por meio de uma parceria com uma das principais companhias mineradoras do país,10 toneladas de alimentos foram distribuídas para as família atingidas."Essas pessoas perderam tudo,e essa ação vai ajudá-las a sobreviver a essa tragédia",declarou Victor Huamán,um dos coordenadores da ação voluntária.
Projetos relevantes
O Programa de Atenção Integral à Família (PAIF) é uma ação do Governo Federal do Brasil que visa a atender de forma integral as famílias em situação de risco,possiblitando o acesso aos serviços de proteção social básica.O programa é desenvolviedo nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS),que possuem um espaço físico localizado em áreas de pobreza e que prestam auxílio sócio-assistencial às famílias.Elas são cadastradas e encaminhadas aos benefícios/atividades mais adequados para cada situação.A ADRA Espírito Santo atualmente administra sete CRAS e faz acompanhamento de famílias domiciliares,reuiniões e atividades sócio-educativas,fortalecendo vínculos de qualidade e contribuindo para a autonomia e emancipação social das famílias.
A ADRA ao redor do mundo
Funcionários 5.590
Projetos de Assistência 1.407
Pessoas beneficiadas 4.343.488
Recursos aplicados em projetos US$ 421.890.774
Projeto de pesquisa contra a malária
Implementado pela ADRA Peru,tem o objetivo de analisar uma estratégia alternativa para o controle sustentável dos setores da malária mediante o manejo ambiental no cultivo de arroz com a participação comunitária,principalmente de mulheres,no Distrito de Pitipo,Região de Lambayeque,Peru.
Os objetivos específicos são: (1) determinar o efeito do período de seca sobre o rendimento do arroz em casca; (2) avaliar a correlação existente entre a técnica de irrigação do cultivo de arroz e as populações de vetores da malária nas fases imatura e adulta; (3) identificar os fatores sociais,econômicos e ambientais em torno do cultivo de arroz.
Policultura do semi-árido
Esse projeto vem sendo desenvolvido pela ADRA desde 2004,no Município de Uauá,localizado no sertão no Estado da Bahia,no Brasil.Ele cria condições para os pequenos produtores rurais,num processo de construção participativa,desenvolver formas simples e acessíveis de manejo agrícola.Desta forma,permite a estabilização da produção ao longo dos anos,gerando segurança alimentar,convívio harmônico com o meio ambiente.fixação do home no campo,incremento da renda familiar,quantidade de vida,aumento da produção e combate à desertificação.Também oferece subsídios para o desenvolvimento ambiental e social.
As famílias participantes são capacitadas para que no início das chuvas plantem uma diversidade de espécies,incluindo culturas de ciclo curto como milho,sorgo,gergelim e girassol,outras de médio prazo como a palma e o mandacaru sem espinhos,bem como culturas nativas perenes que ajudarão no reflorestamenteo.Elas recebem ferramentas e sementes necessárias ao plantio
Enchentes em Santa Catarina
Em Santa Catarina,Brasil,a ADRA começou a assitir a população afetada pela enchente nas cidades de Itajaí e Blumenau logo nas primeiras 24 horas após as chuvas terem causado os maiores estragos,no fim de 2008.Seguirams-se o envio de vários caminhões carregados de roupas,calçados,colchões,água e mais alimentos.A solidariedade se manifestou através do envio de materiais por parte da ADRA no Rio Grande do Sul,Paraná,São Paulo e Rio de Janeiro.

Esperança Viva
Marcos 16:15