Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
Revistas 
O Deus Incomparável
    Jesus sempre foi e ser incomparável.Ele estava com Deus na criação do mundo.Ele existia antes de se encarnar como um ser humano.Na Terra,Ele revelou a natureza e o caráter do Pai como um Deus de amor.Ele lia o coração das pessoas.Curou os doentes,libertou os encarcerados de espírito e defendeu os marginalizados e humildes.
    Por onde Ele passava não havia como não percebê-Lo.Cada partícula desse mundo sabia quem Ele era.A natureza,os animais,as doenças,os demônios e até mesmo a morte obedeciam a Suas ordens.Todos se submeteram ao Deus revestido em pele humana.
    Entretanto,Jesus não se tornou um de nós para nos redimir.Contudo,por mais estranho que possa parecer,nossa raça resistiu e negou Seu amor e Sua oferta de salvação.O impensável aconteceu.Aqueles a quem Ele veio salvar O desprezaram e dEle não fizeram caso (Isaías 53:3).
    Pelo relato dos evangelhos,somos informados de que o mar era subjugado,as doenças desapareceiam,os demômios ficavam apavorados e a morte não tinha forçaalguma diante do Senhor Jesus.Só a nossa raça desobedeceu,deprezou e crucificou o Autor da vida.ele foi traído por um amigo próximo,abandonado por seguidores,Sua morte foi premeditada pelos líderes religiosos e o governador lavou as mãos ao condená-Lo.
    Antes de crucificarem Jesus,cuspiram nEle.A intenção não era de causar dor,mas humilhar e rebaixar a pessoa de Cristo.Aquele que usou a saliva para abrir os olhos do cego (João 9:6)foi cuspido por aqueles que não enxergaram o amor divino manifestado nEle.Espancaram e torturaram Jesus para que depois fosse morto entre ladrões,como se fosse um deles.A despeito de tudo,para espanto dos incrédulos,Jesus de Nazaré ressuscitou e provou que Ele era quem afirmava ser:Emanuel,Deus conosco.
    Ele ressurgiu da morte e tem topo o poder para perdoar,salvar e restaurar todos que clamam por Seu nome.Isso O torna ímpar e incomparável.
    A questão que atravessa os séculos e chega até nós é:por que deixar o Céu e habitar entre seres humanos?Por que trocar a eternidade por uma vila em Nazaré?Por que abandonar as glórias celestiais por uma carpintaria?A resposta a essas perguntas sempre nos constrange.Temos dificuldade em entender que todo o sacrifício de Jesus foi por nossa causa.A Bíblia declara que cristo veio à Terra na plenitude dos tempos (Gálatas 4:4).Ele nasceu no tempo determinado pelas profecias para cumprir o plano da redenção.
    O cenário era de grande perturbação.O povo judeu vivia na iminência de uma inssurreição contra Roma.As pessoas estava céticas quanto à religião por causa de seus maus líderes.ou seja,nesse aspecto,a plenitude dos tempos significava o pior mometno,quando a tensão social,cultural e religiosa desfavorecia qualquer movimento de restauração espiritual.
    Esse foi o contexto do nascimetno e do ministério de Jesus Cristo.Ele veio em uma época em que o templo estava corrompido pela prátiva do comércio em vez de promover a salvação dos pecadores.Os líderes religiosos se odiavam e lutavam entre si por estatus e poder.O povo estava perdido na ignorância e no formalismo religioso.
    Será que há alguma semelhança com os nossos dias?Diante de iminente volta de jesus,o quado não parece muito diferente.O qeu percebemos hoje é uma cultura muito mais espiritualista do que espiritual,em que objetos  mágicos e energizados,médiuns e a busca pela prosperidade suplantam a busca pela verdade.Muitos veem a eternidade e a volta de Jesus como uma oportunidade de lucro e prosperidade.O interesse pela verdade e o estudo da Palvra de Deus são substituidos por experiências emocionais,musicas envolventes e orações clamorosas que as pessoas escutam,mas não entendem.
    Tudo isso está bem distante do que Cristo ensinou.O discurso de Cristo era impressionante.Ele não era um pregador da comodidade,mas da adversidade.Hoje,os pregadores mais populares são aqueles que proclamam a felicidade dos crentes.Jesus,porém,estava preocupado com a santidade dos fiéis.Enquanto líderes religiosos dos nossos dias estão interessado em converter pessoas ricas,das quais possam obter lucro,Jesus manda não ajuntar tesouros aqui na Terra (Mateus 6:19-21).Em oposição ao acumulo de bens,Ele diz:"Vende os teus bens,dá aos pobre e terás um tesouro no Céu;depois,vem e segue-Me" (Mateus 19:21).
    Nem todos percebem ao ler a Bíblia,mas a fala de Jesus sempre foi impopular.Ele afirmou:"Ninguém que,tendo posto a mão no arado,olha para trás é apto para o reino de Deus" (Lucas 9:62).Um pouco mais à frente,no mesmo evangelho,colocou toda a humanidade contra a parede quando disse:"Ninguém pode servir a dois senhores;porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro ou se devotará a um e desprezará ao outro.Não podeis servir a Deus e às riquezas" (Lucas 16:13).
    A verdade é que seguir a Jesus nunca foi tarefa fácil.Jesus exigiu exelência quando disse que devemos ser "perfeitos" (Mateus 5:48),ou seja,íntegros em nosso compromisso com Ele.Não é fácil abandonar tudo para seguir a Jesus.Não é fácil amar os inimigos.A mensagem de Jesus sempre foi de sacrifício pessoal e, por isso,é impopular.A verdade,porém,é que no Céu não entrarão os que amam este mundo.Nada imperfeito vai ter lugar ali.Por isso,é preciso morrer para o eu e deixar que Cristo viva em nós.Caso contrário,não se pode ver o reino dos Céus (João 3:5).
    É essencial enteder que,com Jesus,não há meio-termo.Assim como não existe uma mulher meio grávida,não existe um meio cristão.Ou você renunciou a si mesmo e deixa Cristo dirigir sua vida,ou você faz o que deseja e Cristo não nasceu verdadeiramente em seu coração.
    Da mesma forma que Jesus recriará o mundo,Ele quer recriar você.A proposta de Cristo é exatamente esta:uma nova criação,uma nova natureza e um novo caráter para os cidadãos do reino de Deus.Por isso,devemos aprender a amar as coisas que Deus ama e odiar as coisas que Ele odeia.Se Jesus odeia o pecado,devemos odiá-lo também.Se Ele não suporta o egoísmo e o orgulho,devemos extirpá-lo de nossa vida.Se Deus é compassivo e misericordioso,devemos ser assim,pois Ele é nosso caminho e exemplo.
    Os primeiros seguidores de Cristo foram chamados de cristãos porque seguiam os ensinamentos de Cristo e buscavam,pelo poder e influência do Espírito Santo,viver como Ele viveu.As pessoas que confessavam Jesus como o Messias enviado por Deus eram identificadas dessa forma:cristãos.
    Hoje é possível identificar católicos,evangélicos,protestantes,pentecostais e espíritas.Entretando,onde estão os cristãos?Onde estão aqueles que vivem o que Cristo ensinou?Ser cristão é muito mais do que pertencer a uma igreja;é agir como Cristo agia e viver como Cristo vivia.
    Como era a vida de Jesus?Quais são Seu ensinos?Sendo o maior,Jesus Cristo tratava todos igualmente,interessava-se pelos desprezados,pelos indignos e pelos pecadores.Ele valorizava os humilhados e acreditava nas pessoas mais improváveis e mais ignoradas,mas se enfurecia com o pecado.Jamais expôs alguém ao ridículo.Ele escolher ser o ultimo e mostrou ao mundo que o mairo no reino dos céus é o que mais serve a Deus e ao próximo.Defendeu a verdade,resistiu ao mal e sempre perdoou os que O ofendiam.
    O exemplo de Jesus define o que é cristão em qualquer situação e em qualquer tempo.Se pregarmos para as pessoas e simplesmente repetimos que Deus ama,não estamos fazendo nada demais.Falar isso é muito mais fácil do que dizer:"Nós te amamos"; e demonstrar isso com ações verdadeiramente cristãs.É mais fácil amar o mundo inteiro do que o nosso vizinho.É mais fácil crer na verdade do que vivê-la.
    Os pregadores de hoje falam muito das coisas boas que as pessoas podem ganhar ou ter se elas forem membros de uma igreja.Muitos alardeiam as vantagens de ser um cristão.Todavia,Jesus desafiou as pessoas a tomar sua cruz e segui-Lo.Isso significa sacrifício,renuncia e rompimento com as vantagens e comodidades deste mundo.Na verdade,se não estivermos bem fundamentados naquilo que Jesus disse em relação ao que é ser um cristão,podemos estar vivendo uma religião que nada tem de Cristo,senão Seu nome.Infelizmente,isso é uma coisa muito difundida hoje.
    Precisamos entender que Jesus não é uma mercadoria que encontramos no culto,qe possa ser adquirida para melhorar nossa vida.Ele representa uma mudança muito mais radical.Ele afirmou que é a própria vida (João 14:6).Ele é também nossa unica esperança.Na criação,no princípio de tudo,Jesus transformou a Terra sem forma e vazia em um lindo planeta.Da mesma forma,Ele quer entrar hoje em sua vida e reescrever sua história!
    A transformação de vida proposta por Cristo não é parcial e muito menos incompleta.É uma mudança que envolve absolutamente tudo na vida.Nossa vontade deixa de ter a importância e a centralidade que tinha,pois ela passa a pertencer a Jesus (João 4:34).Afinal,não somos mais nós que vivemos,mas Ele vive em nós (Gálatas 2:20).
    Em vez de desejar as coisas que Jesus pode dar,precisamos aceitá-Lo em nosso coração.Quando isso ocorre de fato,nossa vontade estará em harmonia com a vontade de Deus,e seremos uma nova criatura.O impossível será realizado.Isso proporciona realização e felicidade sem comparação.Essa felicidade nada tem a ver com dinheiro,status ou fama.É a felicidade de estar em sintonia com Deus,como nosso criador e redentor.É sobre essa alegria que Jesus falou em João 15:11 9NVI):"Tenho lhes dito estas palavras para que a Minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa."Isso preenche a vida de significado,pois temos a certeza de que a eternidade se aproxima e sorri para nós.
    Não podemos nos contntar com o tipo de "Jesus discreto" muito difundido hoje.Aquele que aparece de vez em quando e desaparece quase sempre.Aquele que aparece de vez em quando e desaparece quase sempre.Não podemos também pretender ter o "Jesus estepe", igualmente popular.Muita gente vai guiando a própria vida a toda velocidade e,então,quando algo dá errado,recorre ao "bondoso Jesus".Qualquer "forma de Jesus" que não seja o Jesus revelado na Palavra de Deus não passa de uma enganção,um estepe ser ar!

    Um dia desses,fui abordado por um rapaz inteligente e sincero.Ele me procurou no fim de uma pregação para falar de uma suposta descoberta teológica recente.Depois de muito estudo,ele chegou à conclusão de que,no fim de todas as coisas,todas as pessoas serão salvas por Jesus."Não haverá perdidos,pois o amor de Deus é muito maior do que nossos pecados e todos seresmos perdoados",afirmava ele.
    Ouvi atentamente a empolgante "descoberta" daquele jovem e expliquei que,na teologia,o nome dessa crença é univerdalismo.Aparentemente,essa ideia é bela e bíblica,pois sabemos que "as misericórdias do Senhor não têm fim;renovam-se cada manhã" (Lamentações 3:22).No entanto,ela tem um problema:não é verdadeira.A Bíblia fala claramente sobre salvos e perdidos.Pensar que os castigos de Deus são uma metáfora é o mesmo que dizer que Suas bençãos também o sejam,pois elas são declaradas da mesma forma.
    Jesus disse:"Nem todo o que Me diz Senhor,Senhor!entrará no reino dos céus,mas aquele que faz a vontade de Meu Pai,que está nos céus.Muitos,naquele dia,hão de dizer-Me:Senhor,Senhor!Porventura,não temos nós profetizado em Teu nome,e em Teu nome não expelimos demônios,e em Teu nome não fizenos muitos milagres?Então,lhes direi explicitamente:nunca vos conheci.Apartai-vos de Mim,os que praticais a iniquidade (Mateus 7:21-23).
    É claro qeu Jesus faz de tudo para nos salvar;afinal,foi para isso que Ele veio à Terra.O que devemos entender é que não adianta apenas querer ser salvo.Precisamos deixar que Cristo nos salve.
    Se você perguntar em uma igreja quem deseja ir para o Cu,todos levantarão a mão.Se você atravessar a rua e fizer a mesma pergunta dentro de um bar,todos,de igual forma,vão desejar.Todos desejam viver eternamente,mas a questão é se queremos ou não morrer para esta vida e nascer de novo.
    Na verdade, nenhuma religião é mais prática e,ao mesmo tempo,mais radical do que o cristianismo.Jesus se entregou plenamente para nos salvar;mas,ao mesmo tempo,Ele exige tudo de nós.A salvação que Ele oferece se realiza por meio de uma aliança,um pacto.Para se ter uma aliança são necessárias duas partes;porém,para quebrá-la uma parte é suficiente.Tornar-se um cristão é entrar em uma aliança com Cristo.Ele é fiel e todo-poderoso em manter a aliança e cumprir Sua parte.Entretanto,nós podemos quebrar a aliança,e a unica coisa que Ele não fará é nos obrigar a cumprir o pacto contra nossa vontade.A vontade e a decisão do coração são respeitadas pelo Céu.
    Em tudo isso,uma coisa é certa:assim como temos expectativas em relação a Deus,Ele também tem expectativas em relação a nós.Da mesma forma como você e eu já sentimos alegria pelas vitórias de nossos filhos,Deus também se alegra quando tomamos boas decisões.Temos o privilégio de poder chamar Deus de Pai e de ser Seus filhos.Gosto mutio da forma como Ellen G. White expressa os sentimentos de Jesus no livro O Desejado de Todas as Nações (p. 483):
    Suportei as vossas dores,experimentei as vossas lutas,enfrentei as vossas tentações.Conheço as vossas lágrimas;mas também Eu chorei.Aqueles pesares demasiado profundos para serem desafogados em algum ouvido humano.Eu os conheço.Não penseis que estais perdidos e abandonados.Ainda que vossa dor não encontre eco em nenhum coração na Terra,olhai para Mim e vivei.
    É preciso entender que tudo o que Jesus quer é curar nossas feridas e nos levar de volta para casa,pois Ele é nossa esperança viva.Enquanto o mundo ama os que são belos,os que tiram as melhores notas,os mais importantes,Jesus ama os pecadores,os miseráveis,o ser humano como ele é.
    Se você está enfrentado grandes desafios e acha que nada dá certo em sua vida,erga seus olhos a Jesus Cristo.Ele nunca falha,nunca erra e quer ensinar o caminho a você.Na verdade,Ele é o caminho.Quem se conecta com Ele fica on-line com Deus.Ele é a raiz e a fonte de tudo que é verdadeiramente bom e incomparável.
    Conheça melho o livro da esperança: a Bíblia
    1- Com o que Jesus foi ungido para Sua obra? (Atos 10:38).
    2- Onde Ele começou Seu ministério? (Lucas 4:14,15).
    3- De que forma Jesus ensina as pessoas? (Mateus 7:29).
    4- Qual foi a relação de Jesus com Sua lei? (Mateus 5:17)
    5- O que é necessário para vermos o reino de Deus? (João 3:5).
    6- Basta clamar o nome do Senhor para ser salvo? (Mateus 7:21-23).
    7- O que podemos fazer por Cristo? (Mateus 25:34-40).
    8- Por que razão Jesus veio ao mundo? (1 Timóteo 1:15).
    9- Qual é o maior presente de Deus à raça humana? (João 3:16).

Marcos 16:15