Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
Revistas 
Razões para Crer

    No execelnte docomentário chamado "Expulsos- inteligência não é permitida" (em inglês, Expelled- No Intelligence allowed),Richard  Dawkins,um dos grandes defensores do ateísmos moderno,é questionado sobre a possiblidade de encontra Deus um dia.A pergunta feita foi:"Se um dia você encontrasse Deus,o que  diria a Ele?Dawkins respondeu:"Eu diria" por que o Senhor se escondeu tanto?"
    Será que isso é verdade?Deus realmente se esconde?Teria lógica Deus criar e manter a vida e vir a este mundo para nos salvar somente para depois se esconder?Deus não apenas deixou Suas digitais espalhadas por todo o planeta,mas também deixou pegadas para O seguirmos.Também deixou sons,imagens,conceitos científicos em todos os lugares como sinais de Seu poder.Deus está diante de nós todo o tempo,apresentado-se como a verdade mais concreta e absoluta que podemos conhecer.Ele dá razões e motivos para exercermos fé.
    Esbarramos nesses sinais de Deus todos os dias em contato com as coisas que Ele criou.Qualquer pessoa é capaz de encontrar Deus,nas pequenas e nas grandes coisas da vida.A palavra do Senhor declara:"Buscar-Me-eis e Me achareis quando Me buscares de todo o vosso coração" (Jeremias 29:13).
    A questão proposta pelos ateus e agnósticos atuais é:Como podemos crer em um Deus que não podemos ver?Os agnósticos acham que Deus pode existir,mas que não temos condição de conhecê-Lo.
    Há uma boa razão para crer que Deus existe:porque é verdade.Precisamos entender que a verdade não está limitada aos sentidos.Existem verdades reconhecidas  universalmente que não podem ser percebidas por nenhim dos cinco sentidos.O pensamento é um bom exemplo.Não podemos tocar,ver,cheirar,ouvir ou degustar os pensamentos,mas sabemos que eles existem.
    Saber a verdade sobre Deus é fundamental tanto para determinar a maneira como vivemos quanto para decidir o que devemos ensinar aos nosso filhos.crer ou não crer em Deus determina nossos hábitos,relações,decisões e,certamente,nosso destino.
    Na maior parte das questões da vida,as pessoas falam e agem como se a verdade realmente importasse.Por exemplo: gasolina,e não suco de laranja,que entra no tanque de combustível do carro.Certamente seria louco quem pensasse que é uma opção de estilo de vida colocar suco de laranja no carro e gasolina copo!Porém,quando o assunto é religião,Deus,moral ou espiritualidade,muitas pessoas têm a ideia de que não importa em que você acredite,contanto que seja sincero e não maltrate os outros.
    O assunto é sério demais.Se Deus realmente não se importasse conosco,deveríamos fechar todas as igrejas e transformá-las em postos de saude,creches,bibliotecas ou naquilo que fosse mais necessário.A função da religião é nos ligar a Deus e prover aquilo que é nossa mais vital necessidade:salvação e,mais tarde,se ofereceu como sacrifício para nossa redenção.Em Cristo está alicerçada a fé vivida por milhões de pessoas.Essa fé atribui significado e direção à nossa vida.
    O escritor britânico C. S. Lewis retratou essa ideia quando escreveu que, se o cristianismo não for verdade,então nenhuma pessoa honesta vai querer acreditar nele,por mais util que seja.Por outro lado,se for verdade,então toda pessoa honesta vai querer acreditar,mesmo que não lhe seja util de forma alguma.
    Em outras palavras:se Deus nos deu a vida,precisamos saber o que Ele espera de nós.Se Deus não tem participação em nossa vida e está distante e desinteressado,precisamos saber disso também.
    Um dia desses,caminhando pela rua,vi um rapaz vindo em minha direção com uma camiseta preta com dizeres em braco:"Deus morreu,assinado Nietzsche."Quando o rapaz passou por mim,nas costas da camiseta estava escrito:"Nietzsche morreu,assinado Deus!" As frases são interessantes,carregas de significado e até bem-humoradas.O que mais impressiona é perceber quantas pessoas gostariam que Deus não existisse.
    Como vimos no capítulo canterior,estima-se que mais de 400 milhões de pessoas no mundo já tiraram Deus de sua vida.Uma das principais razões para isso parece óbvia:sem Deus,tudo é permitido.Se Deus não existisse,poderíaos levar a vida como quisséssemos,sem culpa e sem responsabilidade moral por nosso atos.Sem Deus na história,cada pessoa poderia fazer o que bem quissesse,pois não existiria uma expectativa de recompensa ou de punição eterna.Não haveria juízo final.
    Outras pessoas querem eliminar Deus de sua vida porque não crer é um modismo intelectual.Muitos estão convencidos de que ser ateu é algo culti,razoável.Essa ideologia do ateísmo predomina nos meios de comunicação e nas universidades.Por isso,muita gente  é seduzida pelo modismo.Afinal,se uma pessoa popular ou célebre não acredita em Deus,isso deve ser verdade,muitos pensam.
    Precisamos dismistificar alguns conceitos  muito difundidos hoje.Além disso,toda pessoa deve enfrentar certas questões antes de declarar que não acredita em Deus.
    Por exemplo,se Deus não  o criador e tudo é obra de combinação entre o acaso e o tempo,então houve um momento,há bilhões de anos,quando algo sem vida se transformou em algo com vida.Como isso ocorreu?A questão é simples e direta,mas nenhum cientista conseguiu até agora respondê-la.
    Por certo você já deve ter ouvido falar em Louis Pasteur,o cientista francês.Por causa de suas descobertas,de seu nome vem a palavra "pasteurização",o processo de preservar o leite e seus dervados por mais tempo.As experiências e descobertas de Pasteur derrubaram a teoria arristotélica da geração espontânea,a qual afirmava ser possível surgir vida de não vida.Pasteur provou cientificamente que vida provém de vida.Ou seja,qualquer coisa submetida a quaisquer circunstâncias seja de temperatura,ambiente  ou pressão que não tenha vida não gerará vida.Por uma razão óbvia:vida só provém de vida.
    É muito fácil entender isso.Olhe ao redor e você mesmo poderá constatar.Uma matéria inorgânica nunca pode gerar algo orgânico.Nada sem vida gera algo com vida.O que leva,então,uma pessoa inteligente a desconsiderar essa lei básica da vida e acreditar que um evento ocorrido há bilhões de anos tenha sido capaz de produzir vida?Isso exige certa medida de fé.
    Outra questão ainda é:Se Deus não é o criador e se tudo surgiu a partir de uma explosão,o que foi que explodiu mesmo?Que gases se uniram nessa chamada "sopa ácida galáctica"?De onde vieram os elementos que explodiram?De onde surgiram o butano,o gás hélio,o hidrogênio,o nitrogênio e todos os elementos químicos?Ou seja,qual foi a origem primeira de todas as coisas?A ciêmcoa mão tem uma teoria para apresentar quando a questão é a causa do Big Bang.Esses elementos químicos seriam eternos?Como podemos imaginar coisas inanimadas existindo eternamente,mas Deus não?
    As questões sem respostas tornam a evolução apenas uma teoria e não uma lei científica estabelecida.
    É interessante e bem-humorada a sátira de Marcos Eberlin,pós-doutor em espectometria de massas e presidente da Sociedade Internacional de espectometria de Massas,em sua página do Facebook,sobre a ideia do Big Bang:"No princípio era o nada...E o nada era nada...E o nada nada se fez.E o nada disse para o nada:Explode!E o nada explodiu e foi um Bang bem Big. E a antimatéria simplesmente sumiu!"
    Outra questão a ser encarada honestamente é:O que o ateísmo trouxe de bom para as pessoas ou para a sociedade?Procure uma pessoa que estava afundando nas drogas e tenha sido salva pela adesão ao ateísmo.Apresente um alcoólatra que tenha vencido a bebida por ler os argumentos contrários à existência de Deus.Encontre alguém que superou a depressão profunda seguindo as ideias dos agnósticos.Quero ouvir o testemunho de uma prostitua que se encontrou com um grupo de militantes ateus e,então,resouveu abandonar seu estilo de vida porque encontrou uma filosofia que realmente trouxe sentido a sua vida.
    Vamos ainda a outro raciocínio.Imagine que o ateísmo esteja certo e que Deus não seja criador nem mantenedor da vida.Imagine que tudo isso seja invenção de religiosos que usam a divindade como apoio;que toda religião não passe de misticismo e superstição.Nesse caso,você teria vindo do nada e de ninguém.Você estaria aqui sem finalidade,e ninguém poderia amá-lo nem ver sua angustia e sua dor.Depois da morte,não haveria mais nada.Sua origem seria o acaso.Não haveria um Deus criador.Jesus não teria vindo à Terra.Deus não seria a fonte da vida nem do amor.
    Esta seia uma maneira aterrorizante de viver:uma vida sem propósito e sem esperança.Se você sofre,não haveria ninguém para socorrê-lo.Depois da morte,não haveria ressurreição nem Céu nem nova Terra.Acabou.Game over.
    E quanto ao problema do bem e do mal?É comum pessoas dizerem não crer em Deus por causa da existência do mal.No 3° século antes de Cristo,o filósofo Epicuro levantou esse dilema:ou Deus pode todas as coisas e não é amoroso;ou é amoroso,mas não pode todas as coisas.Um Deus,ao mesmo tempo,todo-amoroso,e todo-poderoso não deixaria coisas ruins acontecerem,principalmente a pessoas boas.
    O dilema de Epicuro atravessou os séculos e chegou até nós com a mesma força de quando foi proposto.No entanto,tente ver as coisas por outro lado,e responda:o mal respeita alguém?Não.O mal respeita alguma lei? Não.O mal respeita os direitos humanos? Não.O mal respeit a as crianças? Não.Respeita idosos? Não.A verdade é que o mal não respeita nada.Então,por que é que o mal não tomou conta de tudo?Se não tem limites,por que razão o mal ainda não dominou por completo a vida humana?
    A resposta está em Deus.O mal não domina sobre todas as coisas porque Deus é o oposto do mal e mantém as coisas em equilíbrio até que Ele mesmo coloque um fim à maldade.Em apocalipse 21:4,lemos que Deus "lhes enxugará dos olhos toda a lágrima,e a morte já não existirá,já não haverá luto,nem pranto,nem dor,porque as primeiras coisas passaram."
    A vida é feita de esoclhas.Não somos melhores nem piores do que a soma de nossas escolhas.Quem não consegue acertar nas escolhas perde oportunidades e,muitas vezes,a estabilidade e a esperança.O que fazemos,em geral,com nossa lógica humana,é colocar em Deus a culpa de coisas que dão errado e,assim,tentamos tirá-Lo de nossa vida.
    Quantas pessoas culpam Deus pela fome em algum país da África,apenas para depois descartar o Criador como uma ideia que não deu certo?A culpa da fome e de todas as coias ruins é de nós mesmos.Somos nós,seres humanos,que tomamos decisões e que escolhemos entre o certo e o errado.Somos nós  que destruímos o planeta e os semelhantes.Não Deus!Satanás sempre quis deturpar o caráter de Deus,culpando-O pelo mal.Seu desejo é tirar Deus da vida das pessoas.
    Não permita que isso aconteça.Ao contrário,mais do que nunca,precisamos crer em Deus,em Sua graça,no amor e na redenção disponível em Jesus Cristo.Um dia,todo sofrimento terá fim.Chegará o tempo em que estaremos plenamente realizados e veremos claramente que Deus é bom e que Sua vontade é a melhor altenativa.Toda a humanidade está prestes a ver Jesus voltando nas nuvens do céu.Em Apocalipse 1:7,o apóstolo João afima que "todo olho O verá". Então não precisamos mais de provas porque a bondade de Deus estará diante de nós por toda a eternidade.
    No Salmo 53:1,você pode constatar que o ateísmo não é tão moderno.Ali está escrito:"Diz o insensato no seu coração:não há Deus." Muito antes de você e eu existirmos já havia pessoas tentando apagar Deus da história e não conseguiram.Assim,hoje existem pessoas que odeiam Deus e tentam rebaixá-Lo ao nível da superstição,mas nunca conseguem.
    A Bíblia de meu trabalho como pastor,tenho debatido com defensores e apologistas do ateísmo em diferentes circunstâncias.Em todos os casos,uma coisa é clara:por trás de cada duvida real ou argumento decorado existe uma história escrita com dor,mágoa,baixa autoestima,abuso e incompreensão.Algumas dessas pessoas estão profundamente decepcionadas com o mundo e com Deus.
    Um exemplo é uma adolescente que conheci tempos atrás.Ela cursava o segundo ano do ensino médio e era minha aluna.Mais ou menos na metado do ano,ela publicamente se declarou ateia.Na primeria oportunidade,me aproximei dela e marquei um horário para conversar sobre a questão.No local e hora marcados,nós estávamos prontos para um embate de ideias.Entretanto,não foi i8sso que aconteceu.Só eu falei ali.Usei a lógica,a filosofia,a matemática,a ciência e,por fim,a Bíblia,mas nada parecia produzir efeito.Ela só ficaba cabisbaixa,meneando a cabeça.Quando eu já estava praticamente sem argumentos e desistindo do debate,ela cedeu.Começou a chorar e,com muita dificuldade,contou o que acontecia."Professor",dizia ela,"eu sempre acreditei em Deus.Sempre amei Jesus e acreditava que Ele me amava.Minha mãe sempre orava comigo e pedia a proteção de Deus para mim.Sempre confiei nas orações dela e no Deus que podia todas as coisas."Só qeu,um dia,tudo isso mudou,"ela explicou."Quando estava no oitavo ano do ensino fundamental,eu e minha amiga fomos abordadas por dois homens quando íamos para o colégio.Eles nos levaram para uma construção abandonada e,ali,mais do que nunca eu esperei por Jesus.Eu clamei por ajuda em oração.Professor,Ele viu meu desespero,mas não fez nada;e eu e minha amiga,aos 13 anos,fomos violentadas.Eu prefiro acreditar que Deus não existe do que imaginar que Ele existe e não fez nada."
    Você pode imaginar a minha dor ao ouvir tudo aquilo,mas não imagina a dor que vi nos olhos daquela garota.Naquele momento,eu respirei fundo sem ter nada para fazer além de abaixar  a cabeça e chorar com ela.
    Em meio às lágrimas e ao silêncio,eu olhei para ela e disse:"Menina,perdoe a Deus.Não que Ele tenha errado,mas perdoe até que Ele volte,abrace você e lhe explique o que agora é inexplicável.Neste mundo,nenhum ser humano poderá lhe dar as respostas que você precisa,mas um dia...um dia,você entenderá o que hoje parece impossível."
    A verdade é que nem tudo se encaixa na teologia humanizada que criamos.Porém,nossa consciência continua apelando ao nosso coração,dizendo:"Confie!A esperança sempre vencerá!" Deus está ao nosso lado mesmo em meio à dor e ao sofrimento.Ele prometeu estar conosco inclusive no vale da sombra da morte.É verdade que Deus não impede que coisas ruins aconteçam a pessoas boas;mas também  é verdade que Ele não nos abandona em nossa dor.
    Meu apelo a você é para que se apegue mais e mais à esperança viva que é Jesus e não O tire de sua vida.Ele é o unico que o compreende,que sabe o que você viveu,que acompanhou cada lágrima que você derramou.Ele entende sua dor e o ama incondicionalmente.
    Aquela menina passou a segunda metade daquele ano um pouco constrangida,manifestando gratidão em seu tom de voz.Depois que o ano findou,eu nunca mais a vi.Mesmo assim,tenho certeza de que Deus está ao lado dela mais do que nunca e que,um dia,Ele explicará àquela jovem o que agora parece inexplicável!
    Deus não criou nem morreu por nós simplesmente para se esconder.O fato de não termos todas as respostas não significa que Ele não seja nosso criador e,muito menos,que não se importe conosco.Ele nos ama e muito em breve virá a este mundo para nos buscar;então,seremos plenamente felizes!Temos razões suficientes para ter fé.
    Conheça melhor o livro da esperança: a Bíblia
    1- Segundo a Bíblia,quem é o criador dos céus e da Terra? (Gênesis 1:1).
    2- Por intermédio de quem Deus criou todas as coisas? (Colossenses 1:16).
    3- Qual o objetivo de Deus ao criar a Terra? (Isaías 45:18).
    4- Quem criou você? (Efésios 2:10).
    5- O que a Bíblia fala a respeito dos ateus? (Salmo 53:1).
    6- Para Davi,quem é o criador de todas as coisas? (Salmo 8:3,4).
    7- Precisamos de fé para crer na criação do mundo? (Hebreus 11:3).
    8- É realmente importante crer em Deus? (Hebreus 11:6).
    9- apenas crer na existência de Deus é suficiente? (Tiago 2:19).
    10- Além de crer em Deus o que mais precisamos fazer? (Mateus 7:21).
Marcos 16:15
Esperança Viva