Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
Revistas
Marcos 16:15
Joias e Ornamentos
Os princípios bíblicos da modéstia e da beleza interior,que aparecem em 1 Timóteo 2:9 e 1 Pedro 3:3,deixam bem claro que o cristâo deve abster-se do uso de jóias e de outros ornamentos,como bijuterias e piercing,e de  tatuagens (Lv 19:28).Segundo a exortação bíblica,o cristão deve levar uma vida simples,sem ostentação,evitar despesas desnecessárias e estar livre do espírito de competição tão comum na sociedade.Esses princípiosse aplicam às joias ornamentais.As joias funcionais,usadas segundo o contexto sociocultural,também devem seguir os mesmo princípios.Para o cristão,a autoestima e a valorização social estão fundamentadas no fato de o ser humano ter sido criado à imagem de Deus (Gn 1:26,27);de cada indivíduo ser dotado de dons e talentos que lhes são unicos (Mt 25:14-29);e,sobretudo,por ele ter sido resgatado do pecado pelo mais alto preço possível no Universo,o precioso sangue de Cristo (1Co 6:20).A busca de autoestima e valorização social por meio de uso de joias e ornamentação externa conflita com a profunda experiência cristã que Deus deseja para Seus filhos e filhas ( 1Tm 2:9,10;1Pe 3:3,4).
Apesar de vários personagens bíblicos terem usado joias,o texto bíblico deixa claro que o seu abandono caracteriza um movimento de total reavivamento e reforma espiritual do povo de Deus (Gn 35:2-4;Ex 33:5,6).É nesse contexto de reforma e reconsagração que os apóstolos Paulo e Pedro apontam a norma a ser seguida pelos discípulos de Cristo.Para os Adventistas do Sétimo Dia,essa norma deve ser ainda mais relevante,visto que nossa missão como o Elias profético nestes ultimos tempos significa também simplicidade no vestuário (Mt 11:7-10;Mc 1:6;Lc 7:24,27)."Trajar-se com simplicidade e abster-se de ostentação de joias e ornamentos de toda espécie está em harmonia com nossa fé"(Ellen G. White,Testemunhos Para a Igreja,V.3,p. 366).
Sexualidade Humana
A sexualidade humana é apresentada na Bíblia como parte da imagem de Deus na humanidade (Gn 1:27),e foi planejada por Deus para ser uma bênçâo ao gênero humano (Gn 1:28).Desde o princípio,Deus estabeleceu também o contexto em que ela deve ser exercida-o casamento entre um homem e uma mulher (Gn 2:18-25;Hb 13:4).A Bíblia deixa claro que a sexualidade deve ser exercida com respeito,fidelidade,amor e consideração pelas necessidades do cônjuge (Pv 5:15-23;Ef 5:22-33).O fiel adventista deve evitar também o jugo desigual,relacionando-se afetivamente e unindo-se em matrimônio somente com alguém que compartilhe sua fé (2Co 6:14-15).
As Escrituras claramenmte classificam como pecado as diferentes formas de sexo fora das diretrizes divinas,como:o sexo pré-marital e a violência sexual (Dt 22:13-21,23-29);o adultério ou sexo extraconjugal (Ex 20:14;Lv 18:20;20:10;Dt 22:22;1Ts 4:3-7);a prostituição,feminina ou masculina (Lv 19:29;Dt 23:17);a relação com pessoas da mesma família ou crianças (Lv 18:6-17;20:11,12,14,17,19-21);a relação entre pessoas do mesmo sexo (Lv 18:22;20:13;Rm 1:26,27);o travestismo (Dt 22:5);e a relação sexual com animais (Lv 18:23;20:15,16).
As Escrituras também condenam o assédio sexual (Gn 39:7-9;2Sm 13:11-13);o exibicionismo sensual (Ez 16:16,25;Pv 7:10,11);manter pensamentos e desejos impuros (Mt 5:27,28;Fp 48);a impureza e os vícios secretos,como a pornografia e a masturbação (Ez 16:15-17;1Co 6:18;Gl 5:19;Ef 4:19;1Ts 4:7).
O argumento comum de que muitos desses comportamentos sexuais não eram aceitos na antiguidade,quando a Bíblia foi escrita,mas que hoje são socialmente aceitos e,portanto,podem ser até mesmo praticados pelos cristãos,demonstra falta de conhecimento da realidade entre os povos vizinhos do antigo Israel.O próprio texto bíblico é bem claro nessa questão.Levítico 18 diz que essas práticas eram comuns e aceitas no Egito e,mais ainda,na terra de canaã (Lv18:3,24,25,27).
Deus condenou essas práticas,apesar de serem aceitas na antiguidade.Os israelitas deveriam viver segundo outro modelo de comportamento sexual,ou seja,o que está explícito nos mandamentos de Deus (Lv 18:4,5,26,30).
No entanto,para aqueles que sofrem tentações ou que têm sucumbido em qualquer área do comportamento sexual,a promessa de vitória em Deus é animadora:"Tudo posso nAquele que me fortalece"(Fp 4:13);"não por força nem por poder,mas pelo Meu Espírito,diz o Senhor dos Exércitos"(Zc 4:6)."Os que põem em Cristo a confiança não devem ficar escravizados por nenhuma tendência ou hábito hereditário,ou cultivado.Em lugar de ficar subjugados em servidão à natureza inferior,devem reger todo apetite e paixão.Deus não nos deixou lutar contra o mal em nossa própria limitda força.Sejam quais forem nossas tendências herdadas ou cultivadas para o erro,podemos vencer mediante o poder que Ele está disposto a nos comunicar"(Ellen G. White,A Ciência do bom Viver,p. 175,176).

Estilo de Vida Cristã Adventista
Marcos 16:15