" Ide por todo o mundo e pregai o evangelho
          Marcos 16:15
Jesuseapalavra.com
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2018 Jesuseapalavra.com
Marcos 16:15
Revistas
Estresse Feminino
    O estresse é cada vez mais um inimigo da saúde da mulher.As mulheres somam quase o dobro dos homens nas estatísticas sobre um dos principais males da sociedade moderna.
    O fator homonal é determinante para desenvolver o estresse mental e,devido à constante variação do hormônio feminino (estrogênio),as mulheres são mais suscetíveis a esse problema de saúde.
    O estresse também é descrito como uma reação física,emtal e espiritual da pessoa ante qualquer circunstância que perturba o equilíbrio emocional.
    O estresse feminino tem-se acentuado ultimamente devido à exaustiva carga de trabalho que acompanha a mulher do século 21.Ela que,muitas vezes,além de esposa e mãe,trabalha fora,tem um crescente acúmulo de responsabilidades.
    A Organização Mundial de Saúde (OMS) relaciona o estresse a uma lista interminável de doenças,tais como o enfarte,câncer,depressão,doenças gastrointestinais,infecciosas e distúrbios reprodutivos.
Maiores causa
    * Sobrecarga de trabalho (ou de responsabilidade).
    * Falta de suporte nas questões familiares.
    * Alimentação errada.
    * Mudanças (novas adaptações quanto ao trabalho/lugares).
    * Questões emocionais (falta de equilíbrio nos relacionamentos).
    * Baixa autoestima.
    * Falta de tempo para lazer próprio e em família.
    * Alterações do ritmo habitual do organismo.
Sinais e sintomas
    * Fadiga,moleza,exaustão,indisposição,irritação.
    * Dificuldade de concentração,memória curta.
    * Perda de interesse geral (trabalho,vida pessoa,sexo).
Sintomas psicoemocionais
   * Ansiedade,diminuição do humor,insônia.
    * Sentimento de culpa,medo,preocupação exagerada.
    * Vontade de chorar,depressão.
    Deve-se evitar o uso de café,drogas e álcool,pois eles potencializam os sintomas do estresse.
    Para diminuir os danos do estresse na vida da mulher,fazem-se necessárias algumas mudanças.
    * Reconhecer seus limites.
    * Fazer agendas para compromissos e metas a alcançar.
    * Ter uma alimentação balanceada,aumentando o consumo de ferro,vitamina C e vitaminas do Complexo B (nutrientes mais consumidos durante o estresse).
    * Praticar uma atividade física periodicamente,pois o exercício relaxa e ajuda a liberar as endorfinas,que são os hormônios do prazer e da satisfação.
    * Ter momentos de lazer e distração (em família,com amigos,etc.).
    * Dormir bem (6 a 8 horas por noite),pois o sono regenera o corpo,dá força e vigor para as atividades diárias.
    * Buscar o equilíbrio emocional/espiritual (às vezes é necessária a ajuda deum profissional de saúde).
    * Para alguns casos mais graves,o uso de medicamentos específicos é recomendado pelo médico assistente do paciente.
    A mulher deve ser forte e sábia para poder enfrentar os desafios do dia a dia e ter consciência de que sua felicidade e seu equilíbrio estão muito relacionados com suas ações e com a maneira como encara e resolve seus problemas.


    Dra. Claudia Araújo,ginecologista e obstetra do CEVISA (Centro de Vida Saudável),em Engenheiro Coelho,SP.

Eu,mulher