Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
14 de Dezembro Quinta-feira
Com as mãos sujas

Que farei,então,de Jesus,chamado Cristo? Mateus 27:22, ARA

Pilatos tinha certeza da inocência de Jesus.Além disso,sua esposa,lhe procurou,dizendo:"Não tenha nada a ver com esse homem inocnete porque esta noite,num sonho,eu sofri muito por causa dele" (Mateus 27:19).
Convencido de que Jesus não era culpado,Pilatos pôs em prática sua experiência política para tentar livar o inocende da pena.Em seu livro,A Cruz de Cristo,John Stott identifica quatro atitudes erradas do governador romano diante de Jesus.
(1)Tentou transferir o caso para Herodes."Quando soube que Jesus era da região governada por Herodes,Pilatos o mandou para ele,pois Herodes também estava em Jerusalém naquela ocasião" (Lucas 23:7).Por medo de enfrentar os desafios da vida cristã,somos tentados a tranferi-los para os outros.Entretanto,como ocorreu com Pilatos,a decisão sempre volta para nós (Lucas 23:11).
(2)Usou medidas parciais.Depois de Herodes devolver Jesus sem proferir nenhuma sentença,Pilatos,pressionado pelos líderes judeus e por sua consciência,acreditou ter achado a solução para o caso de Jesus:"Eu vou mandar que Ele seja chicoteado ter achado a solução para o caso de Jesus:"Eu vou mandar que Ele seja chicoteado e depois o soltarei" (Lucas 23:16).Cristo era inocente e devia ser tratado como tal.O evangelho não permite concessões com o erro.Ou Cristo é tudo para nós ou não será mais nada.
(3)Quis fazer o certo pelo motivo erado."Na Festa da Páscoa,Pilatos tinha o costume de soltar algum preso,a pedido do povo" (Lucas 23:17).O governador deve ter acreditado que essa ideia fosse incrível,afinal,Barrabás era criminoso,e Jesus,inocente.Pragmático,ele queria soltar Jesus,mesmo que a justiça não fosse feita.Porém,"toda a multidão começou a gritar:- Mate esse homem!Solte Barrabás para nós!"(Lucas 23:18).A politicagem não de certo.Com Jesus,só funciona o certo pelo motivo certo.
(4)Lavou as mãos."Então Pilatso [...] mandou trazer água,lavou as mãos diante da multidão e disse:"Eu nmão sou responsável pela morte deste homem.Isso é com vocês" (Mateus 27:24).A decisão era de Pilatos,mas ele tentou acalmar a consciência negando a culpa.Porém,naquele dia,suas mãos foram tingidas com o sangue inocente de Jesus.
Pilatos condenou o Salvador à morte na cruz e a si mesmo à morte eterna.Contudo,a pergunta que ele fez à multidão ecoa hoje ainda em nossos ouvidos:"que farei,então,de Jesus,chamado Cristo?Você precisa responder.Ficar em cima do muro não é uma opção.
Marcos 16:15
Inspiração Juvenil