Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
20 de Março Terça-feira
Caminho para a morte

Os seus pés descem para a morte;os seus passos conduzem diretamente para a sepultura. Provérbios 5:5

Salomão dedica muitos versículos para alertar sobre os perigos do adultério.Segundo o provérbio de hoje,o destino natural de alguém que ama esse pecado é a morte,e quem está na companhia dessa pessoa também é conduzida para o precipício.
A repugnância de Deus pelo adultério é tão grande que,no Antigo Testamento,a pena para essa pecado era a morte.Erros como a prostituição não recebiam uma pena tão dura.Está escrito:"Se um home for supreendido deitado com a mulher de outro,os dois terão que morrer,o homem e a mulher com quem se deitou.Eliminem o mal do meio de Israel" (Deuteronômio 22:22).
O adultério é,em geral,fruto de uma concepção fragilizada do casamento.Não é preciso uma pesquisa profunda para sabermos que o matrimônio não é tão valorizado hoje.Se acessarmos os canais da mídia,veremos ícones sociais casando e descasando como se isso fosse um processo natural da vida e não houvesse nenhum tipo de princípio maior que resgesse o assunto.
No Brasil,segundo dados do IBGE,140 mil casamentos acabam em divórcio a cada ano.Esses dados refletem a deturpação dos valores de nossa época.A validade perpétua do matrimônio já não é respeitada por uma parte significativa da sociedade.Podemos atribuir o aumento exponencial no número de divórcios no Brasil a dois motivos básico" (1) a facilidade do processo jurídico e (2) a uma relativização do conceito bíblico sobre o tema.
Um casal sem filhos pode trocar seu estado civil de casados para divorciados em questão de horas.A nova "lei do divórcio"facilitou o processo,no requerendo mais um período longo de espera.
Os cristãos acreditam que há princípios imutáveis.Esses preceitos absolutos estão apresentados na Bíblia,que é a expressão da vontade de Deus para os seres humanos.
Talvez você esteja se perguntado:"Eu não sou casado,por que devo me preocupar com esse assunto?"É simples.Um cônjuge fiel é formado na juventude,quando se compromete,desde muito cedo,a viver os valores de Deus para o namorado e futuro matrimônio.O adultério é uma afronta à instituição do casamento,criada pro Deus no Éden.Comprometa-se hoje a ser fiel a Deus e a seu futuro cônjuge.
Marcos 16:15
Inspiração Juvenil