" Ide por todo o mundo e pregai o evangelho
          Marcos 16:15
Jesuseapalavra.com
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2018 Jesuseapalavra.com
Marcos 16:15
Meditação Matinal
01 de Outubro Segunda-feira
A escolha de um nome

Mais vale o bom nome do que as muitas riquezas; e o ser estimado é melhor do que a prata e o ouro. Provérbios 22:1

Os nomes são muito mais significativos do que costumamos nos dar conta. Dale Carnegie sugeriu que “o nome de uma pessoa é, para ela, o som mais doce e mais importante em qualquer idioma”. A realidade é que alguns gostam do próprio nome, ao passo que outros não, e estes até tentam mudá-lo. Por isso, deve-se tomar cuidado ao escolher o nome dos filhos, de uma empresa e até mesmo de uma igreja.
Os primeiros adventistas guardadores do sábado demonstraram forte relutância em escolher um nome para sua denominação emergente. Até 1860, eles se referiam a si mesmos como o “pequenino rebanho” (Lc 12:32), o “remanescente” do tempo do fim (Ap 12:17), “os que creem no sábado e na porta fechada”, “o povo peculiar que guarda os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Ap 14:12), “o povo que guarda a aliança de Deus”, “a igreja de Deus que guarda o sábado – o selo do Deus vivo” e a “igreja de Filadélfia” (Ap 3:7-13). Mas não havia consenso quanto a um nome específico.
Quando os adventistas decidiram enquadrar a obra de publicações nas leis do estado de Michigan, tiveram a necessidade de escolher um nome oficial. Em 1o de outubro de 1860, na assembleia da Associação Geral, em Battle Creek, Michigan, o debate sobre o assunto gravitava em torno dos nomes “Igreja de Deus” e “Igreja Adventista do Sétimo Dia”. Considerando que o primeiro era genérico e presunçoso demais, a decisão final foi: “Resolvido que nos denominaremos adventistas do sétimo dia.”
Em 1861, Ellen White declarou: “O nome Adventista do Sétimo Dia exibe o verdadeiro caráter de nossa fé e será próprio para persuadir aos espíritos indagadores. Como uma flecha da aljava do Senhor, fere os transgressores da lei divina, induzindo ao arrependimento e à fé no Senhor Jesus Cristo” (Testemunhos Para a Igreja, vol. 1, p. 224).
Em muitos lugares ao redor do mundo, os adventistas do sétimo dia são conhecidos como cristãos honestos e dignos de confiança. Portanto, se você e eu somos membros dessa denominação, também somos responsáveis por esse nome.
O que você e eu temos feito para preservar a boa reputação dessa denominação entre vizinhos, colegas de trabalho, escola e amigos? Lembre-se de que muitas pessoas julgarão a denominação inteira com base em seu comportamento.