" Ide por todo o mundo e pregai o evangelho
          Marcos 16:15
Jesuseapalavra.com
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2018 Jesuseapalavra.com
Marcos 16:15
09 de Agosto Sexta-feira
Servo, evangelista e mártir

Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. Atos 6:8

Estêvão foi um cristão cheio do Espírito Santo. Homem de fé, sabedoria e poder, entrou para a história como o primeiro mártir do cristianismo. A expressão bíblica “cheio de”, usada em relação a pessoas, significa “controlado por”. Estêvão foi um homem submisso ao Espírito Santo e movido pelo desejo de levar pessoas a Jesus.
Podemos olhar para Estêvão como um servo. A igreja estava crescendo e se tornando mais complexa. Por conta disso, os apóstolos, que deveriam se concentrar na pregação e na oração, estavam ocupados servindo às necessidades materiais do povo. Para compartilhar responsabilidades, um concílio escolheu sete homens qualificados como “diáconos” (servos), e os apóstolos os separaram para o ministério. Estêvão era um deles.
Podemos olhar para Estêvão também como um evangelista. Enquanto estava ministrando, ele foi preso e julgado pelo mesmo conselho que condenou Jesus e os apóstolos. Porém, o poderoso testemunho de seu ministério, e também de sua morte, provocou um grande impacto sobre os judeus e um forte movimento missionário. “Os que foram dispersos por causa da tribulação que sobreveio a Estêvão se espalharam até à Fenícia, Chipre e Antioquia, não anunciando a ninguém a palavra, senão somente aos judeus” (At 11:19).
Podemos considerar Estêvão um mártir. Ele não teve apenas um julgamento parecido com o de Jesus, mas também morreu com uma oração semelhante: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito!” (At 7:59). Um escarnecedor perguntou certa vez: “Por que Deus não fez alguma coisa por Estêvão enquanto ele estava sendo apedrejado?” Na verdade, Deus fez algo por ele. Deu condições para que perdoasse seus assassinos e orasse por eles. Além disso, fez com que aquele momento deixasse fortes marcas no coração de Saulo (At 22:20), que depois fizeram dele um herói do cristianismo. Tertuliano afirmou que o sangue dos cristãos era como semente que produzia um número maior de cristãos. Foi o que aconteceu com o martírio de Estêvão.
Cristãos verdadeiros vivem para servir e, até depois de mortos, seu testemunho continua vivo. Tenha uma vida cheia de graça e poder, permitindo que Deus use você como servo, evangelista e, se for preciso, também como mártir. No Céu, você conhecerá os resultados e receberá a verdadeira recompensa.
Meditação Matinal