Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
Revistas
Ansiedade
A palavra “ansiedade” é originária do latim anxia, cuja raiz  ang- significa estreito. De acordo com a lingüística, o radical ang- pertence à mesma família que originou as palavras angia (que derivou  angina, a dor constritiva ou o aperto atrás do osso externo), anseio e ansiar.
Alguns sentimentos sinônimos de ansiedade são: aflição, angústia e sufocamento.
Você já deve ter sentido uma sensação de aperto no peito ou de um nó como se fechasse a garganta. Quando sentimos essas sensações, geralmente nos reportamos ao sentimento de ansiedade, para explicar o que estamos sentindo. De fato, como visto acima, a partir de uma explicação etimológica, a ansiedade é esse sentimento que nos dá sensação de aperto.
Hoje, os consultórios psicológicos estão repletos de pessoas que sofrem com a ansiedade. Alguns possuem um grau mais elevado de sofrimento e, por isso, este sofrimento é classificado como um Transtorno de Ansiedade. Alguns transtornos de ansiedade bastante conhecidos são: Transtorno de Pânico, Fobia Específica, Fobia Social, Transtorno Obsessivo-Compulsivo (o famoso TOC) e o Transtorno de Ansiedade Generalizada (também conhecido como TAG).
Mesmo que não tenhamos nenhum desses transtornos, é possível que sintamos ansiedade em diversos momentos de nossa vida, e nem sempre serão momentos ruins. Por exemplo, é comum que as noivas se sintam ansiosas em relação ao casamento. Aquela ansiedade que tira o sono ao longo do período de preparativos, devido às inúmeras preocupações e aos diversos contratempos, não é nada bem vinda. Mas, aquela ansiedade que se sente na hora em que se ouve as primeiras notas da marcha nupcial, as portas se abrem, e a noiva vê a igreja repleta de amigos, e no fim do corredor, seu querido noivo, ah, essa ansiedade é muito boa de sentir! É ela que marca o momento. O casamento não teria a mesma emoção não fosse o nó na garganta e as palpitações características desse momento.
O grande problema é que sentimos muito mais a “ansiedade ruim”, do que a “ansiedade boa” (que emociona e deixa alguns momentos ainda mais especiais). E por que sentimos mais a ansiedade ruim?
Jesus dá orientações e alerta que não andemos ansiosos: Lucas 12:22, 23-28.
Jesus nos chama a atenção para o fato de que nossa vida não se resume em comida, bebida e roupa. Apesar de essas serem necessidades básicas que temos, nossa mente não deve concentrar-se em se preocupar em demasia com isso. Então, Ele nos apresenta três grandes motivos para não andarmos ansiosos.
Os motivos apresentados por Jesus são, na verdade, três importantes pensamentos que se exercitarmos nos livrarão do sentimento de ansiedade que nos faz sofrer:
1) Nossa vida não se resume às coisas que nos geram ansiedade. Às vezes nos concentramos tanto nos problemas, tanto naquilo que nos falta ou nas razões de nossa angústia e aflição, que nos esquecemos que nossa vida vai muito além dos problemas que podemos enfrentar. Existe vida para além dos problemas!
2) Possuímos limitações. Por mais que nos preocupemos com algo ou sintamos ansiedade por em relação a coisas importantes, continuamos sendo seres limitados. Por mais ansiosos que fiquemos, não podemos fazer nada para além de nossas capacidades. Nossas capacidades são limitadas e, quando reconhecemos isso, muitas de nossas preocupações perdem o sentido. Ficar ansioso não resolverá o problema, então se chegamos ao nosso limite, não vale apena sentir ansiedade.
3) Há um Deus que não possui limitações. Quando nos deparamos com nossas limitações e a impossibilidade de resolvermos nossos problemas, ao invés de ficarmos ansiosos e angustiados, devemos nos lembrar de que há um Deus ilimitado que sabe de nossas necessidades e deseja nos ajudar.
Mais dicas sobre o combate a ansiedade: Provérbios 12:25
Muitas pessoas, por estarem constantemente ansiosas e angustiadas, desenvolvem as chamadas doenças psicossomáticas. Mente e corpo trabalham juntos, e quando emoções negativas tomam conta de nossa mente, nosso corpo sente seus efeitos. Esses efeitos não se resumem ao nó na garganta ou às palpitações no coração. Muitas vezes, esses sentimentos são traduzidos pelo nosso corpo na forma de doenças. A ansiedade abate o ser humano e pode levá-lo a sofrimentos ainda maiores.
Então, uma pergunta se faz necessária. As coisas que nos geram ansiedade são tão importantes assim que possa custar nossa alegria e bem estar? Vale a pena viver ansioso quando Cristo diz que devemos confiar nEle?
O apóstolo Pedro também dá orientações sobre esse assunto: I Pedro 5:7
Em Provérbios 12:25 lemos que a ansiedade nos abate, mas a boa palavra nos alegra. Já conhecemos os benefícios da alegria. Podemos, então, confiar nas boas palavras de Jesus, quando disse “no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” João 16:33.

Para refletir:
“O amor difundido por Cristo por todo o ser é um poder vitalizante. Todo órgão vital - o cérebro, o coração, os nervos - esse amor toca, transmitindo cura. Por ele são despertadas para a atividade as mais altas energias do ser. Liberta a alma da culpa e da dor, da ansiedade e do cuidado que consomem as forças vitais. Vêm com ele serenidade e compostura. Implanta na alma uma alegria que coisa alguma terrestre pode destruir - a alegria no Espírito Santo - alegria que comunica saúde e vida.” A Ciência do Bom Viver, pág. 115.

Avaliação: Responda as perguntas abaixo:
01 - Em relação a que aspectos, disse Jesus, não devemos andar ansiosos? Lucas 12:22
Quanto ao que havemos de comer e vestir.
Não foi isso que Jesus quis dizer.

02 - Por que não devemos andar ansiosos em relação a essas coisas? Lucas 12:23-28.
1) Porque a vida não se resume nessas coisas; 2) Porque somos limitados; 3) Porque temos um Deus que cuida de nós.
Só podemos ter ansiedade quanto as questões de sobrevivencia.

03 - O que mais a Bíblia nos ensina sobre ansiedade? Provérbios 12:25
A ansiedade nos abate.
A ansiedade é necessária.

04 - Que conselho o apóstolo Pedro nos deixou sobre esse assunto? I Pedro 5:7
Devemos lançar nossa ansiedade sobre Deus porque Ele cuida de nós.
A ansiedade conduz ao sucesso.

Marcos 16:15