Jesuseapalavra.com
" Ide por todo o mundo
e pregai o evangelho."
                 Marcos 16:15
Copyright©Todos os Direitos Reservados 2007-2017 Jesuseapalavra.com
Vida Cristã
O que significa “perseverança dos santos”? (Apocalipse 14:12)
Postado em 04/Maio de 2017
Gosto dessa pergunta. Ela se refere à vida cristã e como deve ser vivida, em lugar de pormenores interessantes que, geralmente, não impactam significativamente nosso relacionamento com Deus. Os que gostam de estudar a Bíblia devem tentar compreender o máximo possível sua mensagem e conteúdo. Entretanto, se esse estudo não faz de nós melhores cristãos, estamos perdendo tempo. Assim, o que significa “perseverança dos santos”?
1. Significado do Termo
O termo grego traduzido por “perseverança dos santos” é hupomone, que expressa a ideia de suportar ou permanecer firme sob circunstâncias difíceis. Poderia ser traduzido por “paciência” ou “esperança”. Na literatura grega, ela é atribuída a uma atitude de perseverança agressiva e desafiadora ao enfrentar dificuldades e infortúnios. Revela coragem, persistência e disposição diante do sofrimento. Essas ideias expressam bem o significado principal do termo hupo (“sob”) e meno (“permanecer”), ou seja, “permanecer sob” pressão, sem desistir.
Na Bíblia, é acrescentada uma nova dimensão de significado. A tradução grega do Antigo Testamento usava esse termo para traduzir algumas palavras hebraicas para “esperança”. Por essa razão, adicionou ao termo grego a ideia de expectativa, espera (Jeremias 14:8; Salmos 71:5). Essa esperança era considerada como vinda de Deus, a esperança de Seu povo. O termo grego expressava não apenas paciência e perseverança sob pressão, mas também a base para essa perseverança, isto é, confiança e esperança em Deus, que pode libertar Seu povo de situações ameaçadoras que trazem angústia para a alma.
2. O Uso de “Hupomone” no Apocalipse
O substantivo hupomone é usado sete vezes no livro de Apocalipse (sete é um número comum e recorrente no livro). Ele designa a correta resposta do povo de Deus quando sua fé é ameaçada. Em Apocalipse 1:9, é destinada à experiência de João e das igrejas para as quais escreve. Eles eram co-participantes no sofrimento, no reino e na “paciente perseverança”. Unidos a Cristo, suportaram corajosamente os sofrimentos e aflições, enquanto esperavam pelo Reino de Deus.
Para a igreja de Éfeso, Jesus disse: “Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança” (Apocalipse 2:2). As obras são definidas como trabalho árduo e perseverante. O contexto indica que, nesse caso, “perseverança” se refere à opressão causada pelos ataques à doutrina interna. Em Apocalipse 2:3, hupomone é usada para descrever a resposta dos fiéis ao ataque dos falsos mestres. Embora sob opressão, eles perseveraram em sua fé a qualquer preço. O mesmo uso é encontrado em Apocalipse 2:19, cujo contexto sugere que os falsos ensinos de Jezabel ameaçavam a fé e a comunidade, embora muitos deles se opuseram corajosamente a ela. A igreja de Filadélfia parecia estar enfrentando conflitos internos, mas os verdadeiros fiéis foram chamados pelo Senhor para resistir, sabendo que o Senhor iria livrá-los (Apocalipse 3:10). Em Apocalipse 13:10, a igreja é perseguida, mas lembrada a permanecer fiel à convicção de que o Senhor retornará e reverterá a sua sorte.
3. Perseverança e o Povo de Deus no Tempo do Fim
A última passagem que aplica o termo hupomone para designar o povo de Deus do tempo do fim descreve-o como aqueles que têm a “paciência dos santos”, que guardam os mandamentos de Deus e têm a fé de Jesus (Apocalipse 14:12). O contexto imediato (Apocalipse 12 e 14) torna claro que a capacidade de resistir, de suportar, é necessária porque os poderes do mal proclamam a falsa mensagem, ou seja, convida o povo a adorar a imagem da besta. E porque sua vida está sendo ameaçada, estão sob imensa pressão (Apocalipse 13:15). Entretanto, eles resistem sabendo que podem confiar no livramento do Senhor. Essa resistência é baseada no compromisso pessoal com o Cordeiro e na profunda convicção de que Ele os libertará.
Em Apocalipse, hupomone é a característica chave dos remanescentes que enfrentaram perseguição, sofrimento e engano. Alguns dos leitores podem estar enfrentando, hoje, perseguição; outros podem estar lutando contra falsos ensinamentos. A mensagem para todos nós é: Permaneça fiel e firme mesmo sob pressão, estando completamente seguro de que pode esperar pelo Senhor.

Angel Manuel Rodríguez (via Revista Adventist World)
Marcos 16:15